Médico do Fla confirma cirurgia de Diego Alves; goleiro ficará afastado por ao menos dois meses

Camisa 1 da Gávea fraturou a clavícula em triunfo sobre o Junior Barranquilla; em entrevista coletiva nesta sexta (24), dr. Márcio Tannure confirmou que goleiro passará por cirurgia

Médico do Fla confirma cirurgia de Diego Alves; goleiro ficará afastado por ao menos dois meses
(Foto: Gilvan de Souza/Flamengo)

Nesta sexta-feira (24), a equipe médica do Flamengo veio a público trazer novas informações sobre a situação de Diego Alves, que fraturou a clavícula em confronto com o Junior Barranquilla. Em entrevista coletiva, o doutor Márcio Tannure confirmou que o goleiro terá que passar por cirurgia; o retorno esperado é em oito semanas.

"Diego Alves sofreu um trauma, realizou os exames que confirmaram nossa suspeita de fratura no ombro direito. O tratamento é cirúrgico. Ele será operado amanhã (sábado, 25) no hospital Samaritano, aqui na Barra. O tempo de retorno esperado é de cerca de oito semanas para essa cirurgia. Temos a expectativa de que no ano que vem esteja apto para retomar as atividades dele", afirmou.

Juan iguala marca de Júnior Baiano e se torna maior zagueiro artilheiro da história do Flamengo

(Foto: Gilvan de Souza/Flamengo)
(Foto: Gilvan de Souza/Flamengo)

O médico do Rubro-Negro ainda disse que a opção pela cirurgia foi uma forma de prevenir possíveis contratempos no futuro. Segundo Tannure, Diego Alves ficará com o braço imobilizado nos primeiros dias de sua recuperação. 

"Inicialmente, fica com o braço imobilizado, mas acreditamos que tudo correndo bem, num prazo de 15 dias, a gente já possa voltar a trabalhar com ele numa bicicleta, mas sem utilizar o ombro", completou.

Outros trechos da coletiva de Tannure:

Atualização sobre Ederson: "Após a retirada do tumor no testículo, fez a fisioterapia. Como dissemos aqui, existia a possibilidade de após a químio ter de fazer uma cirurgia para tirar o resíduo dessa massa. Ele está realizando esses exames junto do médico, acompanhado por nós, para saber se há a necessidade de fazer a cirurgia."