Em duelo recheado de reservas, Renato condena início ruim do Grêmio em derrota para Botafogo

Técnico gremista afirma ter cobrado do time pelo começo ruim no jogo, comentou sobre pênalti desperdiçado e chances de título na temporada

Em duelo recheado de reservas, Renato condena início ruim do Grêmio em derrota para Botafogo
Foto: Lucas Uebel | Grêmio

Renato Portaluppi avaliou o desempenho gremista na derrota no Rio de Janeiro para o Botafogo por 1 a 0, gol marcado por Leandrinho, logo aos 7 minutos de jogo, pela 20ª rodada do Campeonato Brasileiro. O duelo teve muitos reservas pelos dois lados. O time do Grêmio que entrou em campo diante do Godoy Cruz pela Libertadores até ficou em Porto Alegre, com foco na semifinal da Copa do Brasil diante do Cruzeiro. O Fogão vai enfrentar o Flamengo, também na quarta-feira, pela competição.

Renato comentou sobre o primeiro tempo dos reservas do Grêmio. O início foi ruim, segundo ele: "Nos primeiros 20 minutos, parecia que estávamos em outro planeta. Chamei a atenção do time no intervalo. Pagamos caro, levamos o gol quando não estávamos com a atenção. Quando o adversário sai na frente, fica muito difícil. Tivemos nossa oportunidade com o pênalti, mas erramos. O Botafogo teve duas ou três chances no segundo tempo, nós também. Criamos algumas situações, mas a bola não quis entrar. É o foco por 90 minutos, precisamos ter isso. Pagamos por não entramos concentrados", avaliou.

De acordo com Portaluppi, Marcelo Oliveira foi bem nos treinamentos de pênaltis e o erro dele no jogo foi uma fatalidade. O técnico elogiou a defesa do goleiro Gatito Fernández, responsável por evitar os gols gremistas. Sem maiores lamentações, o treinador aproveitou para ressaltar o bom uso da base pelo clube, com a aparição de muitos jovens na atuação desta noite no estádio Nilton Santos.

"Os garotos entraram com personalidade. Não coloco eles por colocar, eles treinam conosco. Falei na preleção para jogarem tranquilos e sem medo de errar. Um jogo deste é bom para lançar alguns jogadores. Eu vejo qualidade neles, tanto na base como no profissional, estamos fazendo um bom trabalho. Além de personalidade, estes jovens tem um futuro brilhante", acredita Renato. Além dos mais utilizados Lincoln, Machado e Batista, entraram no segundo tempo jogadores como Patrick e Jean Pyerre, que demonstram qualidade na base tricolor.

Renato acredita que o Corinthians, líder do campeonato, vá perder jogos adiante, mas lamenta a necessidade de colocar reservas para poupar jogadores para disputa das copas: a Libertadores e a do Brasil, com muitas decisões entre agosto e setembro. Dessa maneira, a perseguição à liderança fica muito complicada.

Para finalizar, Renato elogiou o trabalho feito no Botafogo e comentou sobre a dificuldade de ser técnico no país com a ampla necessidade de trazer resultados nos trabalhos feitos: "O Jair está de parabéns pelo excelente trabalho que faz no Botafogo. Torço muito por ele, gosto muito do pai dele também. Estamos no cargo por dar resultados. No Brasil, o treinador é muito cobrado. Se tiver resultado, segue. Em todas as profissões, se você não der resultado é demitido".

Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense