Grêmio encaminha ampliação do valor da cláusula contratual de Arthur

​Após convocação, Tricolor resolveu subir o preço para 40 milhões de Euros; Aumento deve se concretizar na próxima renovação do volante

Grêmio encaminha ampliação do valor da cláusula contratual de Arthur
(Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA)

Pela primeira vez, o volante Arthur, jogador do Grêmio, foi convocado pelo técnico Tite para servir a Seleção Brasileira. Isso não é novidade. O fato novo é que após esse chamado do comandante da equipe Canarinho, o Grêmio resolveu blindar esta joia.

Como pessoas que guardam pedras preciosas a “sete chaves”, o tricolor conduz o aumento da cláusula contratual do garoto, para não correr o risco de perdê-lo por um valor baixo. Assim, quem quiser tirar o menino da capital gaúcha terá que desembolsar cerca de € 40 milhões (R$ 148,5 milhões). Os motivos do aumento foram às sondagens de Atlético de Madri e Valência (ambos da Espanha) recentemente em torno do atleta e a convocação para defender o país nas Eliminatórias. Com o chamado de Tite, o  clube entendeu que o volante de 20 anos teria mais visibilidade, o que poderia tirar o jogador de Porto Alegre por um valor baixo.

Outro fator é o contrato do jogador. O vínculo do jogador, renovado em Agosto do último ano (2016) quando ainda estava no sub-20, vai até o final de 2019. Logo, Arthur já pode assinar um pré-contrato com outro clube a partir do primeiro semestre do ano. Porém, os azuis já encaminham uma nova renovação junto ao atleta, onde o aumento da multa deve ser aplicada.

Além disso, no mês de Maio, o Grêmio já havia aumentado o seu percentual sob os direitos econômicos do jogador. O clube comprou 10% do “passe” do atleta. Antes, o Imortal mantinha 50% do atleta. A divisão hoje é feita com os 60% do Rei de Copas, 20% de seu representante e outros 20% pertencentes ao próprio Arthur.