Luverdense arranca virada no segundo tempo e tira Náutico do G-4

Verdão se mantém no meio da tabela e quebra série invicta de oito jogos do Timbu, que deixam o grupo classificatório à elite

Luverdense arranca virada no segundo tempo e tira Náutico do G-4
Foto: Diogo Carvalho/Luverdense
Luverdense
2 1
Náutico
Luverdense: Diogo Silva; Raul Prata, Moacir, Everton e Paulinho; Jean Patrick, Ricardo e Diogo Sodré (Raphael Macena, min. 66); Rafael (Tozin, min. 70), Alfredo e Douglas Baggio (Abner, min. 80). Técnico: Júnior Rocha
Náutico: Rodolpho; Joazi, Rafael Pereira, Igor Rabello e Gastón Filgueira; João Ananias, Rodrigo Souza (Jefferson Nem, min. 83), Marco Antônio (Tiago Adan, min. 78) e Renan Oliveira; Bérgson e Yuri Mamute (Negretti, min. 73). Técnico: Givanildo Oliveira
Placar: 0-1, min. 10, Bérgson; 1-1, min. 56, Alfredo; 2-1, min. 81, Alfredo
ÁRBITRO: Alisson Sidnei Furtado (TO). Cartões amarelos: Gastón Filgueira (min. 17), Raul Prata (min. 57) e Abner (min. 85 e min. 87). Cartão vermelho: Abner (min. 87)
INCIDENCIAS: Partida válida pela 32ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro 2016, realizada no Passo das Emas, em Lucas do Rio Verde, no Mato Grosso

Nos embalos da noite desta sexta-feira (21), o Náutico fracassou e viu a série invicta cair por água abaixo. No Passo das Emas, em Lucas do Rio Verde, o Timbu saiu em vantagem no placar com gol de Bérgson, mas permitiu a virada ao Luverdense, que marcou com Alfredo, por duas vezes, por 2 a 1, em duelo disputado pela 32ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro 2016.

Com a perda da invencibilidade, os alvirrubros deixam o G-4, ficando na 5ª colocação e com 51 pontos. Os alviverdes, porém, permanecem no meio da classificação, subindo para à 10ª posição e chegando a 46 pontos, ficando um pouco afastado do grupo classificatório à elite e mais distante do Z-4.

Os times voltam a campo, pela 33ª rodada da Segundona, na próxima semana. Os matogrossenses vão a São Paulo para encarar o Oeste na Arena Barueri às 19h15 (de Brasília), na terça-feira (25), enquanto os pernambucanos encaram o líder Atlético-GO às 21h30 (de Brasília) na Arena de Pernambuco, mas na sexta-feira (28).

Náutico é mais eficaz e sai em vantagem no intervalo

Sabendo da importância de sair vitorioso fora de casa, o Náutico não se acomodou ante o Luverdense e foi para cima, buscando sair bem à zona ofensiva e visando abrir o placar. Mesmo sem ter levado perigo, os pernambucanos seguiram rondando a área e conseguiram sair em vantagem. O volante Ricardo chegou atrasado em uma dividida e deu entrada dura em Bérgson, derrubando-o pequena área. Na cobrança, o atacante bateu de um lado e o goleiro pulou do outro.

Mesmo em desvantagem, os mandantes mostraram que estavam com vontade de igualar o resultado a todo custo. Depois de bola levantada dentro da pequena área, Rafael cabeceou e Rodolpho fez um milagre evitando o gol. Em seguida, Alfredque mandou em direção à meta, parando em cima do arqueiro.

Náutico é mais eficaz no primeiro tempo e sai em vantagem (Foto: Diogo Carvalho/Luverdense)
Náutico é mais eficaz no primeiro tempo e sai em vantagem (Foto: Diogo Carvalho/Luverdense)

Tentando tirar proveito do incentivo da torcida, o Verdão seguiu com a pressão e criou boas oportunidades de deixar tudo igual, mas sem o sucesso esperado. Apesar de conseguir dar o equilíbrio em campo, os anfitriões apertaram e tiveram bons momentos de perigo, entretanto não foram efetivos nas finalizações.

Na reta final, os times perderam a força do início e não conseguiram manter o ritmo imposto. Sem criatividade, as equipes pouco criaram e fizeram os últimos minutos serem de pouca movimentação na área ofensiva, deixando a partida em um volume menor. Com o resultado debaixo do braço, os alvirrubros buscaram se segurar ao máximo, já os alviverdes tentaram ir às redes, contudo sem efetividade.

Alfredo marca dois e Luverdense ganha de virada

Para a etapa final, as equipes voltaram sem modificações táticas, mas com os donos da casa mais dispostos a buscar o empate. Com apenas três minutos de bola rolando, Douglas Baggio serviu para Raul Prata, que cruzou na medida para Rafael. O atacante, entrentanto, mandou direto para fora.

Na base da insistência, após perder duas boas chances, os alviverdes conseguiram igualar o placar, fazendo a festa da torcida. Alfredo foi derrubado por Rodolpho na pequena área e partiu para a cobrança. Tirando do alcance do goleiro alvirrubro, o centroavante levou seus torcedores ao delírio.

Alfredo marca duas vezes e Luverdense alcança virada (Foto: Diogo Carvalho/Luverdense)
Alfredo marca duas vezes e Luverdense alcança virada (Foto: Diogo Carvalho/Luverdense)

Com o gol sofrido, o Náutico resolveu voltar a atacar para tentar ter a vantagem novamente, porém não era efetivo. Afim de sair no contra-ataque com mais velocidade, Givanildo Oliveira optou pelas entradas de Negretti e Tiago Adan nas vagas ocupadas, respectivamente, por Yuri Mamute e Marco Antônio.

O castigo, no entanto, veio nos minutos seguintes da segunda mexida do Timbu. Depois de bola alçada na pequena área, o arqueiro do time pernambucano cortou errado e a bola caiu justamente no pé do autor do primeiro tento, que só teve o trabalho de empurrar para dentro da meta. No fim, os visitantes até ficaram com uma peça a mais, contudo não souberam tirar proveito da superioridade.