Exterminador de tabus: Palmeiras atropela fantasmas em campanha histórica

Equipe conquistou vitórias importantes fora de casa, o que ajudou o time a ganhar força durante a campanha do título brasileiro

Exterminador de tabus: Palmeiras atropela fantasmas em campanha histórica
Fotomontagem: Hugo Alves/VAVEL.com

A tal frase “tabus foram feitos para serem quebrados” nunca fez tanto sentido ao Palmeiras neste ano. Em 2016, o time conseguiu feitos que não fazia há anos. Além do tabu máximo, o que durou 22 anos sem título do Campeonato Brasileiro, o time de Cuca colecionou vitórias de extrema importância que foram fundamentais para a conquista do título nacional.

A fase arrasadora de tabus, no entanto, começou ainda no ano passado. A vítima foi o Fluminense. Até 2015, o Tricolor das Laranjeiras era dono de uma sequência de nove jogos sem perder para o Palmeiras. A série de oito vitórias e um empate do Flu se encerrou no dia 14 de junho. O Verdão venceu no Allianz Parque por 2 a 1 no primeiro turno e goleou por 4 a 1 no segundo. Como um bônus extra, ainda eliminou o time na semifinal da Copa do Brasil.

Em 2016, já com o comando do técnico Cuca, o Palmeiras eliminou mais um. Este ingrato. Pelo Campeonato Paulista, com gol de Dudu, o Verdão superou o Corinthians por 1 a 0 no Pacaembu, feito que não acontecia há 20 anos. O último triunfo havia acontecido no dia 17 de setembro de 1995, quando Muller e Antônio Carlos garantiram a vitória alviverde por 2 a 0.

Pequeninho, Dudu marcou de cabeça o gol da vitória sobre o Corinthians. Tento foi anotado minutos após Fernando Prass defender um pênalti (Foto: Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação)
Pequeninho, Dudu marcou de cabeça o gol da vitória sobre o Corinthians. Tento foi anotado minutos após Fernando Prass defender um pênalti (Foto: Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação)

Ilha verde

A empolgação o Palmeiras já tinha. Cuca já havia previsto que o time conquistaria o Campeonato Brasileiro, mas 38 rodadas estavam por vir. Entre elas, adversários considerados “pedra no sapato” do Verdão. Se quisesse realmente ser campeã, a equipe do supersticioso técnico precisaria superar qualquer oponente, seja ele qual fosse. Seria necessário vencer, inclusive, jogos que o Palmeiras não conseguia vencer, de maneira alguma. E o primeiro fantasma não demorou para ser exorcizado.

Na 13ª rodada, o time foi até a temida Ilha do Retiro enfrentar o Sport. Lá, o Palmeiras não vencia desde agosto de 2009, quando Bruno Teles marcou contra o gol da vitória por 1 a 0, pelo Campeonato Brasileiro.

Se a tensão era recorrente em jogos no Recife, os momentos de apreensão foram da torcida da casa. Erik, Gabriel Jesus e Cleiton Xavier marcaram e o Palmeiras voltou para São Paulo com a vitória por 3 a 1.

Gabriel Jesus roubou a cena ao servir Erik e marcar o seu (Foto: Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação)
Gabriel Jesus roubou a cena ao servir Erik e marcar o seu (Foto: Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação)

Na Beira do topo

Poucos adversários são tão indigestos ao Palmeiras como o Internacional. Em alguns dos piores vexames, o Verdão tem no histórico derrotas importantes contra o Colorado em Porto Alegre. Vencê-los significaria muita coisa. O tabu sem vitórias no Beira Rio era de 19 anos. Era. Com gol de Erik, o Verdão aproveitou a sequência ruim do Inter e venceu por 1 a 0, pela 15ª rodada. Àquela altura, o time de Cuca já era líder do Campeonato Brasileiro.

Erik aproveitou vacilo da defesa e em uma fração de segundos destruiu os 19 anos de agonia no Beira Rio (Foto: Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação)
Erik aproveitou vacilo da defesa e em uma fração de segundos destruiu os 19 anos de agonia no Beira Rio (Foto: Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação)

No alto da baixada

Jogar na Arena da Baixada sempre foi tormento para os adversários. Na atual campanha, o Atlético-PR foi o melhor mandante do Campeonato Brasileiro, com um aproveitamento beirando os 90%. Só não foi melhor porque o único time a derrotá-lo em Curitiba foi o Palmeiras, na 20ª rodada. Victor Hugo de cabeça deu a vitória por 1 a 0. Mais um tabu foi quebrado. Este, de oito anos.

A última vitória na capital paranaense havia sido em 2008, pelo Brasileirão. Diego Souza marcou os dois gols do triunfo por 2 a 1.

Victor Hugo subiu mais alto que todos para testar pras redes a vitória do Palmeiras; depois, “cambalhotou” para festejar (Foto: Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação)
Victor Hugo subiu mais alto que todos para testar pras redes a vitória do Palmeiras; depois, “cambalhotou” para festejar (Foto: Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação)