Meia Vitor Bueno frisa superação do Santos ao buscar vaga antecipada na Libertadores

Meia marcou o gol de empate do Peixe no duelo contra o Strongest, que garantiu a classificação antecipada da equipe às oitavas de final

Meia Vitor Bueno frisa superação do Santos ao buscar vaga antecipada na Libertadores
Foto: Javier Mamani/CON/LatinContent Editorial/Getty Images

O empate em 1 a 1 diante do The Strongest, em La Paz (BOL), nesta quarta (17), classificou o Santos para as oitavas de final da Copa  Libertadores, com uma rodada de antecedência. Mesmo atuando com um jogador a menos a maior parte do tempo - o atacante Bruno Henrique fora expulso aos 22 minutos da etapa inicial-, o Peixe resistiu à pressão do time boliviano e conseguiu o gol salvador através de Vitor Bueno, aos 23' do segundo tempo. 

Após o apito final do árbitro, Vitor Bueno, autor do gol da classificação, foi o primeiro a falar. Vitor comentou como foi jogar na altitude de 3.600 metros de La Paz. "Meu primeiro jogo na altitude e senti bastante. Na verdade o time inteiro sentiu. Já tínhamos frisado que seria um jogo de superação. A expulsão do Bruno Henrique, ao meu ver, foi injusta, e nos impôs ainda mais dificuldades", analisou o jogador. 

Com a expulsão de Bruno Henrique, o Santos, que até então fazia um jogo aberto com o The Strongest, teve que mudar de postura. O camisa 7 da Vila contou qual foi a estratégia utilizada. "Esperamos o máximo eles saírem para o jogo, e quando percebemos que tinha espaço para o contra-ataque, foi certeiro e conseguimos matar o jogo", finalizou. 

 

Lucas Lima comanda o time santista em La Paz  (Foto: AIZAR RALDES/AFP)
(Foto: AIZAR RALDES/AFP)

 

Nos últimos jogos o Santos ganhou o reforço, e ele se chama Lucas Lima. Criticado por alguns torcedores no início da temporada, o meia vem sendo um dos destaques do Peixe nos últimos jogos. Nesta quarta não foi diferente. Sem Ricardo Oliveira em campo, Lucas foi a grande referência do Alvinegro Praiano no estádio Hernando Siles

O camisa 10 da Vila organizou as principais jogadas, soube segurar a pressão e catimba dos bolivianos, e ainda presentou Vitor Bueno com uma bela assistência - a décima na temporada-  para o gol de empate. Após o jogo, Lucas Lima falou sobre as provocações sofridas em campo. 

“Libertadores é isso. A gente se acostuma com essa provocação. Fizemos uma grande partida e merecemos o resultado. Não podemos deixar barato. Somos humanos. A gente provoca também. Eu não entendo nada que eles falam. Gritam para caramba, falam tudo rápido… Estou muito feliz pelo resultado”, comemorou o meia. 

Único time invicto na Libertadores, o Santos enfrenta o já desclassificado Sporting Cristal na próxima terça-feira (23), às 21h45 (de Brasília), na Vila Belmiro. Antes, porém, o Peixe entra em campo pelo Campeonato Brasileiro. Após a derrota para o Fluminense no Maracanã, o Alvinegro faz sua primeira partida em casa, no sábado (20), às 16h, diante do Coritiba. 


Share on Facebook