Sem chances de título, Elano mira novo alvo ao Santos: "Libertadores mais rápido possível"

Após derrota para Chapecoense, o treinador foi questionado novamente sobre Lucas Lima e manteve o mesmo posicionamento em relação ao atleta

Sem chances de título, Elano mira novo alvo ao Santos: "Libertadores mais rápido possível"
Foto: Ivan Sorti/Santos FC

O Santos foi derrotado pela segunda vez consecutiva. Desta vez, o adversário foi a Chapecoense, que jogou bem, criou melhores oportunidades e venceu diante de sua torcida. O jogo foi realizado na Arena Condá, em Chapecó/SC, na noite dessa segunda-feira (13), pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série A 2017.

O resultado custou caro ao Santos, que eliminou todas as chances de título. Em entrevista coletiva concedida após o jogo, o técnico Elano teve que responder todas as perguntas praticamente voltadas a um jogador: Lucas Lima. Primeiro, foi indagado sobre as razões para substituir o camisa 10 do Peixe, além de falar sobre uma possível saída do atleta ao fim da temporada.

"Trato todo mundo por igualdade. Fiz mudança técnica. Jean também treinou, sabia que pelo meio estava difícil. Acho que criamos alternativas. Não tenho nada contra Lucas Lima. Não tem nada direcionado para ele. Na substituição, achei melhor dessa maneira. Ninguém fica contente quando sai. Não vi nenhuma chateação dele. Maior chateação é derrota. Tenho direito de colocar e tirar quem é melhor no momento. É um grupo e procurar o mais rápido possível vencer. Como eu disse antes, em janeiro ele faz o que quiser da vida, mas enquanto estiver aqui, vou cobrar para que ele dê o melhor para o Santos", disse.

Foto: Sirli Freitas|Chapecoense

Elano também foi questionado sobre sua permanência no comando técnico do Santos em 2018 e rejeitou qualquer pensamento no futuro. Antes, lamentou a derrota e explicou o que o time precisa fazer nos quatro jogos restantes do Campeonato Brasileiro.

"Continuo com as mesmas linhas de pensamento. Como aconteceram algumas mudanças, eu aceitei assumir o time, até porque eu sou funcionário e me coloco à disposição do Santos. Mas eu tenho algumas etapas para serem cumpridas e tenho as minhas ideias programadas. Mas temos mais quatro jogos pelo Brasileiro. É uma noite triste, porque a gente também tem grandes objetivos. Queremos a vaga na Libertadores o mais rápido possível", finalizou.

Com o revés desta noite, o Santos despencou para a quarta posição, com 56 pontos. O time vai buscar a reabilitação no Brasileirão contra o Bahia. O jogo será disputado às 21 horas da quinta-feira (16), na Arena Fonte Nova, em Salvador/BA.