Apesar de revés, Dorival destaca desempenho do elenco: "Não deixou de lutar"

Treinador vê pontos positivos na equipe mesmo na derrota mas vê bons momentos apesar do mau resultado

Apesar de revés, Dorival destaca desempenho do elenco: "Não deixou de lutar"
Foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net

Com casa cheia o São Paulo teria o cenário perfeito para enfrentar o Coritiba e se afastar de vez do Z-4 pela 18ª rodada do Campeonato Brasileiro 2017. Porém a equipe esquecer de combinar com o adversário paranaense que estragou a festa e conseguiu vencer por 2 a 1 com tentos de Carleto e Filligrana, com Denílson descontando para o São Paulo no fim.

Com isso o São Paulo volta ao Z-4 com 19 pontos e assim também convive com o pesadelo do rebaixamento, já o Coritiba pega o elevador chegando aos 22 e subindo cinco posições chegando ao 12º lugar.

Após a partida o técnico Dorival Júnior lamentou as chances perdidas e disse que o resultado foi injusto pelo volume de jogo de sua equipe ao longo do confronto.

"Não podemos deixar tudo voltar para trás por causa de um resultado. A equipe tem maturidade suficiente para reagir a esse tipo de situação. No domingo, já temos um jogo importante e vamos atrás do resultado. Essa equipe que perdeu hoje (quinta-feira) é a mesma que começou a fazer a confiança voltar nos jogos anteriores" afirmou o comandante tricolor.

"Tivemos inúmeras chances. Poderíamos ter terminado o primeiro tempo em vantagem. O Coritiba só assustou em lances de bola parada nos primeiros 45 minutos. Na segunda etapa, na sua primeira jogada, ocorreu o lance do pênalti e logo depois veio o segundo gol em contra-ataque. Mas o São Paulo não deixou de lutar, buscou o resultado o tempo todo. O torcedor que veio aqui aplaudiu o time por causa disso: todos se entregaram", ressaltou.

"Tentamos abafar o Coritiba, e não foi a estrategia correta. Faltou trabalhar melhor a bola. Quando abrimos o jogo e conseguimos furar a primeira linha do Coritiba, criamos as oportunidades. Mas temos que continuar trabalhando. Falei lá no Rio, após a vitória sobre o Botafogo, que as oscilações continuariam. Temos que saber trabalhar com essa situação que ocorreu agora e reagir no domingo", explicou sobre a ansiedade da equipe em campo.

"No primeiro lance da partida, ele criou uma situação com o Marcinho. Ainda no primeiro tempo, teve outra boa participação. No lance do pênalti, o mérito é do Rildo. A nossa marcação estava encaixada. Com o drible, houve o movimento do Bruno para impedir a passagem. Se tivéssemos aproveitado as jogadas no primeiro tempo, o resultado teria sido outro", completou defendendo o lateral Bruno das críticas da torcida.


Share on Facebook