Copinha VAVEL: As grandes revelações do São Paulo na história da Copa SP

Confira alguns dos atletas mais conhecidos que passaram pela base Tricolor e tiveram grande sucesso em suas carreiras

Copinha VAVEL: As grandes revelações do São Paulo na história da Copa SP
Foto: Divulgação / São Paulo FC

Como muitos já sabem, a Copa São Paulo de Futebol Júnior, ou Copinha, acontece todos os anos, no mês de Janeiro. Apesar do nome, a competição é composta por times de todo Brasil e tem como um dos intuitos revelar craques para o futebol profissional.

Os “Meninos de Cotia”, como é chamada a base do São Paulo, já revelou grandes nomes para futebol nacional e mundial, inclusive na Copinha.

Nesse especial você confere alguns dos nomes mais conhecidos que foram revelados pelo time do Morumbi na Copa São Paulo e conquistaram seu espaço em grandes clubes após.

Rogério Ceni

O maior ídolo tricolor, o goleiro Rogério Ceni foi uma das revelações da Copa São Paulo. O ano era 1993 e o goleiro estava na equipe que ganhou o primeiro título do Tricolor na copinha. O título desse ano, veio em cima do rival Corinthians, em uma vitória por 4 a 3. Rogério demonstrou bastante confiança e fez excelentes defesas apesar dos gols sofridos. Foi destaque na partida e logo subiu para o profissional.

Rogério jogou toda sua carreira profissional no Tricolor Paulista, conquistou títulos importantes, como Brasileirão, Libertadores e até um Mundial de Clubes. Um ano após anunciar sua aposentadoria, voltou como técnico da equipe. Sem grandes feitos, foi demitido e hoje atua como treinador do Fortaleza.

Kaká

Kaká disputou a Copa São Paulo no ano de 2001 pelo Tricolor. O atleta que havia sofrido um grave acidente, ficou longe dos gramados por um longo tempo, e voltou a jogar justamente na Copinha, ao ser relacionado como reserva de Alysson. Na época, Kaká ainda era conhecido como Cacá. Alysson ia então subir a equipe profissional, mas acabaram optando por Kaká, o meia agarrou a oportunidade e fez valer a escolha.

O atleta conquistou no Tricolor a Copa Rio-São Paulo de 2001 e depois foi transferido para Milan (ITA), depois passou por Real Madrid (ESP). Teve uma breve volta ao Tricolor Paulista em 2014 e terminou sua carreira no ano de 2017, jogando pelo Orlando City (EUA).

Na seleção Brasileira, conquistou o mundial de 2002, Copa das Confederações e Superclássico das Américas. Também ficou marcado por ganhar o prêmio de melhor jogador do mundo em 2007.

Diego Tardelli

Diego jogou a copinha no ano de 2004. O atleta já era profissional no São Paulo, porém ainda possuía idade para jogar a competição, por isso decidiu descer uma categoria pra jogar Copa São Paulo, inclusive jogou a final diante do rival Corinthians. Na final, Tardelli viu sua equipe perder para o adversário por 2 a 0. Mas Tardelli seguiu na equipe principal, conquistou o Paulistão de 2005 e a Libertadores do mesmo ano, anotando um dos gols da final diante do Atlético PR.

O jogador coleciona passagens por grandes clubes após sair do São Paulo. Atuou no PSV, Flamengo, Atlético Mineiro e atualmente defende o time chinês Shandong Luneng.

Lucas Moura

Quando começou a defender a camisa Tricolor, Lucas ainda era conhecido como Marcelinho, em homenagem a Marcelinho Carioca, ídolo do rival Corinthians. O apelido se dava, por Lucas ter dado os primeiros toques de bola, na escolinha do ex jogador.

Na base do São Paulo, Lucas fez parte da equipe campeã da Copinha em 2010. Ao lado de Casemiro, Rodrigo Caio e Bruno Uvini, Lucas foi destaque na competição e apesar de uma final apagada, ergueu a taça de campeão.

Lucas permaneceu no São Paulo até o ano de 2012, onde conquistou a Copa Sul-Americana do mesmo ano. Após foi transferido para o PSG onde permanece até os dias de hoje.

No PSG, Lucas conquistou alguns títulos nacionais, e foi convocado para a Seleção Brasileira, onde conquistou Copa das Confederações e Superclássico das Américas.

Casemiro

Como dito, Casemiro fez parte da equipe a vencer a Copa São Paulo no ano de 2010, mas antes, no ano de 2009 já havia sido convocado para o Mundial sub17.

Por causa das boas partidas na Copa São Paulo, Casemiro chamou a atenção do técnico tricolor da época: Ricardo Gomes.

O comandante então convocou o atleta para integrar a equipe principal em julho de 2010. Com boas atuações, o volante foi convocado para a Seleção Brasileira no ano de 2011.

No São Paulo, assim como Lucas, conquistou a Copa Sul Americana de 2012, e deixou o Tricolor no ano de 2013, quando já não fazia mais boas aparições, então foi emprestado para o Real Madrid B, porém o técnico dos Madrilenhos, José Mourinho, viu potencial no garoto e o promoveu para a equipe profissional. Foi então comprado definitivamente

O atleta foi emprestado por um ano para o Porto, mas logo voltou a equipe Merengue. Hoje, o volante é peça fundamental no esquema de Zidane e um dos principais jogadores da equipe de Madrid.

Casemiro tem em sua carreira um total de dois mundiais de clube e três ligas dos campeões da UEFA dentre outros títulos nacionais, conquistados pelo Real Madrid.

Pelas boas atuações, tem sido sempre convocado para a Seleção Brasileira e poderá defender a camisa canarinho na campanha da Copa de 2018 na Russia.

Rodrigo Caio

O zagueiro, assim como Casemiro e Lucas Moura, disputou a Copinha de 2010 e trouxe o título para Copinha. Conseguiu a ascensão para os principais no ano de 2011 e conquistou a Copa Sul Americana de 2012, Eusébio Cup em 2013 e a Flórida Cup de 2017.

Caio, o único do time de 2010 a continuar no Tricolor Paulista e defenda a camisa do time do Morumbi até os dias atuais.

Com boas atuações, Rodrigo conquistou a titularidade absoluta e recebeu propostas de diversos clubes internacionais, porém, a negociação nunca foi concluída e o zagueiro seguiu na equipe Paulista.

Pelas boas atuações, conseguiu a convocação para a Seleção Brasileira e fez parte da seleção que conquistou o título olímpico inédito no ano de 2016, nas olimpíadas do Rio de Janeiro.

David Neres

O atacante jogou a Copa São Paulo no ano de 2016, na época era um dos grandes destaques da equipe, já que havia terminado conquistando a artilharia do Copa do Brasil da categoria um ano antes. Na Copinha, Neres fez boas partidas, mas não conseguiu o título. Logo foi chamado para integrar a equipe principal Tricolor. Após boas partidas, David chamou a atenção do Ajax (HOL), e foi vendido logo no início de 2017 por 12 milhões de euros.

Hoje na Holanda, David Neres brilha nas partidas do Ajax e já soma 11 gols e 12 assistências em 34 partidas.