Thiem vence Federer de virada e é campeão do Masters 1000 de Indian Wells
Foto: Divulgação/BNP Paribas Open

Thiem vence Federer de virada e é campeão do Masters 1000 de Indian Wells

Austríaco venceu suíço após mais de duas horas e faturou maior título da carreira

gustavo-cipriano
Gustavo Cipriano

O #8 Dominic Thiem é o campeão da edição 2019 do Masters 1000 de Indian Wells. O austríaco levou o título após vencer por 2 sets a 1, de virada, o #4 Roger Federer, com parciais de 3/6, 6/3 e 7/5, em duas horas e três minutos de partida.

Foi uma bela final de torneio. Os dois tenistas, com estilos muito parecidos, demonstraram grande técnica e tática. Foram muitos golpes firmes, bem angulados e intercalados com variações; slices, drop shots, saque com top spin, e outros.

No primeiro set, os jogadores mostraram vir para pressionar o oponente em seu saque. Ambos devolviam com o corpo já bem na frente, colocando peso e profundidade na bola. Federer conseguiu aplicar isso mais vezes, e assim, obteve duas quebras de saque, enquanto o adversário teve uma. Como consequência, o suíço fechou o primeiro set por 6/3.

A partir da segunda etapa, Thiem parece ter entendido um pouco melhor o tempo de bola de Federer. As trocas de golpes começaram a ficar cada vez maiores e o jogo foi definido nos detalhes. Ninguém dava muita brecha no seu serviço na maior parte do tempo, e quando isso acontecia, o sacador conseguia reverter o quadro.

A diferença foi que, com o austríaco ainda mais preciso, Federer passou a ‘perder a paciência’ depois de alguns games seguidos sem abrir vantagem. Isso aconteceu ambas as vezes nos últimos dois sets. O suíço passava a arriscar ainda mais quando via o placar apertado, e Thiem se aproveitava da oportunidade.

No segundo set, a quebra a favor do austríaco veio logo no segundo saque do adversário, advinda de alguns erros não forçados do número quatro do mundo, assim como de alguns winners de devolução vindos do outro lado. Thiem chegou a bater uma bola vencedora de backhand na cruzada, no pé de Federer, nesta parcial, e fez todos aplaudirem. O resultado: 6/3 e a partida estava empatada.

Na última etapa, o jogo estava muito equilibrado até que o austríaco se recuperou de um 30/0 contra quando sacava em desvantagem no 5/4, e isso afetou ainda mais o psicológico de Federer. Logo depois, o suíço não conseguiu fazer muito com seu saque e o adversário novamente colocou pressão na devolução, faturando assim o game, e depois o set por 7/5 ao confirmar o seu serviço. 2 sets a 1 e vitória para o número oito do mundo.

Este é o primeiro título de nível Masters 1000 da carreira de Dominic Thiem. Ele já havia chegado perto, ao atingir as duas últimas finais de Madrid, em 2017 e 2018, mas perdeu para Rafael Nadal e Alexander Zverev, respectivamente.

O austríaco leva para casa, assim, o 12º troféu profissional, e fica apenas com um Grand Slam faltando para a coleção.

VAVEL Logo