Kovinic surpreende Jabeur e avança à decisão do WTA 500 de Charleston
Foto: Divulgação/WTA

A #91 Danka Kovinic está a um passo de conseguir o seu primeiro título de simples na carreira. A tenista avançou neste sábado (10) à decisão do WTA 500 de Charleston nos Estados Unidos, após vitória tranquila sobre a #28 Ons Jabeur.

O placar foi de 2 sets a 0, com parciais de 6/3 e 6/2, em 1h19. Jabeur era a favorita para o duelo, como cabeça de chave número 12, e foi surpreendida. Ambas buscavam um título inédito no circuito, mas apenas a montenegrina segue com o sonho vivo neste torneio.

A tunisiana até começou o jogo em vantagem sobre a adversária, mas isso durou somente por um game. As tenistas trocaram quebras no início do primeiro set e a parcial ficou igualada até o final. O desempate veio com vitória de Kovinic no saque da outra com o marcador em 4/3 e bastou confirmar o seu serviço depois para abrir 1 a 0.

Com exceção do game inicial da partida, Jabeur teve um aproveitamento muito baixo com a devolução, de 39% no geral. Além disso, ela teve apenas 58% de sucesso com o primeiro saque e 39% com o segundo. Já a tunisiana, venceu quase metade dos pontos em que devolveu, com 49%, e garantiu 61% daqueles em que sacou.

Kovinic conseguiu ser mais precisa que a oponente, principalmente nos momentos importantes. Ela teve seis break points contra, mas conseguiu salvar cinco. A adversária se recuperou no mesmo número de vezes, mas acabou sofrendo quatro quebras no total, já que ficou em risco no serviço em nove momentos.

Esse cenário se fez valer ainda mais no segundo set. A tunisiana ganhou quatro games seguidos logo no início e ficou com uma vantagem muito confortável. Ela se manteve firme no saque até o final depois disso e fechou a conta.

Danka Kovinic chegou assim à sua primeira final de WTA 500. A tenista já disputou outras duas decisões de torneio 250, em Tianjin 2015 e Instanbul 2016, mas saiu com a derrota em ambas.

A adversária da montenegrina na final do Volvo Car Open será a vencedora do duelo entre a #71 Paula Badosa e a #28 Veronika Kudermetova.

VAVEL Logo