Goffin aplica 'pneu' no set decisivo e vence Cilic na estreia em Monte Carlo
David Goffin venceu Marin Cilic no Masters 1000 de Monte Carlo 2021 (ATP / Divulgação)

Em um dos grandes duelos na primeira rodada do Masters 1000 de Monte Carlo, o #14 David Goffin venceu #43 Marin Cilic por 2 sets a 1 no primeiro dia de competições, neste domingo (11). 

No primeiro set, vitória do belga por 6/4. O croata respondeu no período seguinte, por 6/3. Na decisão, quando todos imaginavam ainda mais equilíbrio, o cabeça de chave 11 dominou e aplicou um pneu no balcânico: 6/0. A peleja inteira durou 2h13. Este foi o nono confronto entre eles, e a quinta vitória de Goffin.

Goffin prevalece no fim

Cilic teve dificuldades para confirmar o primeiro game: o croata precisou de oito pontos - salvando um break point. Logo na sequência, ele quebrou o saque do belga. No quinto game, foi Goffin quem quebrou o serviço do adversário após dez pontos. O belga também rejeitou o croata no nono game, após oito pontos - isso após ele mesmo ter dificuldades para confirmar o saque anterior, por 12 pontos. No final das contas, triunfo do cabeça de chave 11 por 6/4.

O croata precisava reagir, mas começou mal o segundo set. No terceiro game, sacado por ele, Cilic foi rejeitado. No seguinte, entretanto, o croata devolveu a situação para o adversário. Foram 12 pontos para que ele confirmasse o saque no quinto game, mas ele confirmou e ainda conseguiu a quebra na sequência. Mesmo sofrendo para confirmar os próprios serviços (foram nove pontos no sétimo momento e onze no nono), o ex-número 3 do mundo fechou o período por 6/3.

Quando todos esperavam muito equilíbrio no set decisivo, Goffin tratou de se impor. Sem perder um game sequer, o belga cravou 6/0 na parcial. Cilic, é bem verdade, impôs dificuldades no segundo game, o primeiro sacado por ele: foram 14 pontos para que o belga quebrasse, pela primeira vez, o saque do adversário.

O que vem por aí

Na segunda rodada do Rolex Monte-Carlo Masters, Goffin enfrenta o vencedor do confronto entre o italiano #93 Marco Cecchinato e o alemão #54 Dominik Koepfer.

VAVEL Logo