Monteiro, Heide e Seyboth Wild perdem na primeira rodada do quali em Miami
Foto: Divulgação / ATP

O Brasil teve três oportunidades para colocar tenistas do país na chave principal do Masters 1000 de Miami 2022. Da trinca de tenistas nacionais, nenhum conseguiu a classificação: todos foram eliminados nesta segunda-feira (21).

Sem contestação

O primeiro brasileiro a entrar em quadra foi #213 Thiago Seyboth Wild, que entrou como alternate após a desistência de Christopher O'Connell, e perdeu por 2 sets a 0 para o #89 Jaume Munar, o espanhol até teve dificuldades no primeiro e no nono games do primeiro set, salvando um break point, mas rejeitou Seyboth Wild no oitavo momento e venceu o primeiro período por 6/3. 

Recusando Wild nos terceiro e quinto momentos do segundo período, Munar fechou a peleja em 6/2 e avançou no qualifying.

Decepção

Melhor brasileiro ranqueado na ATP, o #116 Thiago Monteiro foi vencido pelo cazaque #175 Dmitry Popko. No primeiro game, o brasileiro recusou um break point e recusou Popko na sequência. Mas, sendo recusado no quinto (após dois break points) e nono momentos, ele perdeu o período por 6/4. 

No segundo set, Popko salvou um break point no início. Nos quarto e quinto (depois de três break points) momentos, duas rejeições. Por fim, no décimo, Monteiro recusou o oponente e fechou a parcial em 6/4.

Monteiro recusou um break point após dez pontos para confirmar o serviço na abertura da parcial mas foi recusado no terceiro game. Nos sexto (depois de oito pontos e no segundo break point) e sétimo momentos, novas recusas de saque. Administrando a vantagem, Popko venceu a partida com um novo 6/4 no certame classificatório para o Miami Open

Cabeça erguida

Pela primeira vez disputando uma partida de Masters 1000, o #436 Gustavo Heide, que ganhou um convite da organização, foi derrotado pelo #84 Denis Kudla.

No terceiro game da peleja, o brasileiro foi recusado e, no sétimo, salvou quatro break points. Eis que, no décimo momento, Kudla foi refutado no segundo break point - após desperdiçar um set point. No tiebreak, os tenistas chegaram empatados em 5-5, mas Heide conquistou o 7/6 após 7-5.

O brasileiro voltou a ter dificuldades no saque no sexto momento, precisando de 14 pontos para vencer. Ele competiu bem diante de um adversário favorito e embalado pelo título no Challenger de Phoeniz, mas, no décimo, não teve jeito: Kudla venceu e fechou a segunda parcial em 6/4.

Após três games do terceiro set, os tenistas tiveram que trocar de quadra por falta de luz natural. A única quebra da parcial veio no saque de Heide, no oitavo game. Logo na sequência, o estadunidense aproveitou o terceiro match point e venceu a peleja com 6/3 no terceiro período.

VAVEL Logo