Praia Clube vence Osasco, retoma vantagem e fica a uma vitória da final da Superliga
Foto: Divulgação/Facebook

O terceiro jogo da série de cinco confrontos pela semifinal da Superliga Feminina de Vôlei entre Praia Clube e Osasco, realizado nesta sexta-feira (30), em Uberlândia (MG), deixou o torcedor do esporte atento até o último ponto. Isso porque, o duelo perpassou com muito equilíbrio e intensidade, terminando com a vitória da equipe mineira por 3 sets a 1 (25/23, 22/25, 25/23 e 25/20).

Após sofrer o empate na segunda partida da série ao ser derrotado por 3 sets a 1 (25/17, 25/23, 20/25 e 25/14), o Praia Clube demonstrou não ter sentido o baque para Osasco fora de casa. Contando com o apoio da torcida, o time mineiro foi para cima do adversário paulista em seus domínios e devolveu o placar anterior em um jogo de muita emoção. 

Na próxima segunda-feira (2), às 21h30, atuando no ginásio José Liberatti, o Osasco tem a oportunidade de igualar o confronto novamente e forçar o quinto e decisivo jogo. Em caso de novo triunfo mineiro, a equipe líder da fase classificatória garante a vaga na finalíssima da competição nacional.

Resumo da partida

O enredo do primeiro set demonstrou porque as duas equipes fazem um confronto equilibrado para garantir a vaga na decisão do torneio. A intensidade das atuações de Praia Clube e Osasco se evidenciaram no marcador do jogo, que mudava constantemente de acordo com a evolução dos fundamentos e o acumulo de falhas durante o set, fator que acabou fazendo a diferença no fim da parcial.

Jogando com mais precisão no ataque, a equipe paulista iniciou o duelo melhor em quadra. O time mineiro, por sua vez, se destacava no bloqueio e, dessa forma, conquistou a vantagem no período. Apesar da reação osasquense próximo ao fim, as meninas do Praia tiveram tranquilidade para fechar o set em 25 a 23 e sair na frente no placar do jogo.

No segundo set o panorama do duelo se inverteu e quem passou a comandar o placar foi o time do Osasco, com destaque para o bloqueio. Por esse motivo, cabia a equipe mandante travar a superioridade do adversário. Mais consistente no fundamento de ataque, o time mineiro evoluiu e diminuiu a margem no marcador. O nervosismo então se tornou perceptível. Ainda com boa vantagem no placar, as paulistas pareciam determinadas a empatar o jogo.

Assim aconteceu. E novamente os erros foram determinantes no fim da parcial. Quando parecia reagir, o Praia Clube provou do "próprio veneno". Com um erro de saque, a equipe de Minas Gerais viu o adversário osasquense fechar o set em 25 a 22 e empatar o grande jogo desta noite em 1 a 1.

 A reação do Praia Clube veio de forma imediata, no início do terceiro set. Querendo a vitória em casa, as mineiras iniciaram a parcial com bom aproveitamento no bloqueio. No entanto, o Osasco também mostrava qualidade no fundamento. Da mesma forma acontecia no ataque. Com isso, os rally's se tornaram cada vez mais comuns no período e, em conjunto com a intensidade, o nervosismo dos times continuava evidente.

Apesar da proximidade dos números, a equipe de Uberlândia se tornou superior no ataque, principalmente nas bolas de Fernanda Garay. Nem a reação das paulistas perto do fim da etapa foi suficiente para deter o bom momento da ponteira, que fechou o set para o Praia Clube em 25 a 23, fazendo a equipe voltar a ficar à frente do placar com o 2 a 1.

A quarta parcial definiu o rumo da partida. Aproveitando o momento favorável, o Praia Clube entrou no set confiante no objetivo de fechar o jogo. No entanto, tinha um adversário de respeito do outro lado da quadra. Com Tandara fazendo grande partida pelas visitantes - a oposta anotou 25 pontos, sendo a maior pontuadora do jogo, a equipe de Osasco tentava forçar o tie-break. 

Apesar do grande equilíbrio presente durante todas as parciais, a força do time mandante no confronto sobressaiu novamente. Jogando de forma consistente, o Praia Clube fechou o set em 25 a 20, venceu o jogo por 3 sets a 1 e retomou a vantagem na série marcando 2 a 1 no placar agregado.

VAVEL Logo