Em duelo acirrado, Dentil/Praia Clube bate Itambé/Minas e conquista vice-liderança
Foto: Divulgação/Praia Clube

O Dentil/Praia Clube não decepcionou e deu alegria ao seu torcedor. Em um duelo marcado por viradas, a equipe Aurinegra derrotou o Itambé/Minas por 3 sets a 2 (25/21, 16/25, 22/25, 25/19 e 15/9), na Arena Praia, pela 11ª rodada da Superliga Feminina. 

Somando 29 pontos, as comandadas de Paulo Coco terminaram o primeiro turno na vice-liderança. O Sesc-RJ permanece na ponta devido o saldos de sets. Já as Minastenistas estão em terceiro, com 27.

Nicole Fawcett foi a maior pontuadora, marcando 20 pontos. A oposta também foi eleita a melhor da partida e conquistou o Troféu VivaVôlei, mas deu para a levantadora Claudinha

O Jogo

Fazendo valer o mando de quadra, o Praia Clube abriu 4/1, mas o Minas buscou a igualdade com Thaísa (9/9). Após boa sequência no ataque e saque, Daroit colocou a equipe uberlandense com quatro pontos de vantagem: 16/12. As visitantes até encostaram, mas Carol acabou com a brincadeira. 25/21.

Ambos os times começaram errando na segunda etapa. As minastenistas conseguiram se encontrar. Acosta cresceu e virou as bolas, sendo fundamental para virada de bolas (7/15). O técnico Paulo Coco até tentou algumas substituições, porém, as suas comandadas pecavam nos erros. Na condução de Claudinha, o time azul e branco venceu com facilidade, 16/25.

O terceiro set foi disputado ponto a ponto. Kasiely passou bem pelo saque e bagunçou a recepção das adversárias. Após grande defesa de Léia, a ponteira carimbou a diagonal: 10/15.  Logo em seguida, Paulo Coco pediu desafio, onde Acosta pisava na linha dos três, mas não havia esse tipo de desafio. O comandante do Praia Clube e Nicola Negro invadiram a quadra para reclamar com a arbitragem. Tendo os ânimos exaltados, cada um levou o cartão vermelho. No final, Daroit atacou para fora, dando a virada para Minas. 22/25.

Em bola de xeque, Michelle não desperdiçou a chance de deixar o Praia na frete (7/3). Sem bloqueio, Acosta soltou uma pancada e diminuiu a diferença para 15/12. Controlando a vantagem, Claudinha chamou Fawcett, que colocou as aurinegras de volta na partida: 25/20.

No tie-break, o Minas estava bastante nervoso e abusava dos erros. O time uberlandense abriu 7/2. O duelo se encaminhava para o fim, contudo, as visitantes até tentaram adiar em ponto de Sheilla e Thaísa. No entanto, Carol encontrou espaço no meio e fechou em 15/9.

VAVEL Logo