Em clássico mineiro, Praia Clube vence Camponesa/Minas e segue sem perder sets na Superliga

Time de Uberlândia é o líder com sete triunfos em sete jogos; Minas teve a volta de Carol Gattaz

Em clássico mineiro, Praia Clube vence Camponesa/Minas e segue sem perder sets na Superliga
Foto: Orlando Bento/MTC
Camponesa/Minas
0 3
Praia Clube
Camponesa/Minas: Macris, Karol Tormena, Pri Daroit, Rosamaria, Mara, Mayany; líbero: Leia.
Praia Clube: Claudinha, Nicole Fawcett, Amanda, Walewska, Fabiana e Fê Garay; líbero: Suellen.
Placar: 21/25, 22/25 e 23/25.
ÁRBITRO: Guilherme Mendonça.
INCIDENCIAS: Jogo válido pela sétima rodada da Superliga Feminina, disputado na Arena Minas, em Belo Horizonte, às 21h30 do dia 14 de novembro.

O Praia Clube segue imbatível na Superliga Feminina de vôlei. A equipe de Uberlândia conseguiu sua sétima vitória em sete jogos na atual edição do torneio ao bater o Camponesa/Minas nessa terça (15), na Arena Minas, por 3 sets a 0. O triunfo no clássico mineiro foi construído com as parciais de 21/25, 22/25 e 23/25. O troféu Viva Vôlei ficou com a ponteira Amanda.

Com o resultado, o Praia Clube segue na liderança da Superliga Feminina sem perder nenhum set: são 21 parciais vencidas, sete vitórias por 3 a 0. O time soma, portanto, 21 pontos na ponta da tabela, um a mais que o Sesc RJ, que chega na segunda colocação. A equipe de Uberlândia tem pela frente o Sesi SP, na sexta (17), às 17h.

O revés do Minas manteve a equipe de Belo Horizonte na quarta colocação, com 13 pontos conquistados. O time minastenista perdeu as duas partidas iniciais da Superliga, para São Cristóvão e Pinheiros, vencendo em seguida Fluminense, Brasília, Bauru e Sesi. Agora, enfrenta o Osasco no sábado (18), às 15h, fora de casa.

No Minas, um dos pontos positivos foi o retorno da central Carol Gattaz, que estava tratando de uma lesão no joelho. A capitã do time da Rua da Bahia entrou no decorrer da partida e aos poucos vai retomando a titularidade na equipe de Stéfano Lavarini. A oposta Hookeer, que tardiamente se reapresentou ao grupo devido a pendências com documentações, também foi sacada do banco em alguns momentos. 

Minas ameaça em poucos momentos, mas Praia segue firma na ponta

O Praia Clube esteve à frente do placar durante todo o primeiro set. Com bola rápida de Claudinha pelo meio, a central Fabiana cravou a quadra minastenista e fez 15 a 12 para as visitantes. A boa vantagem do time de Uberlândia permaneceu, e Fê Garay mandou uma diagonal curta para dar números finais à primeira parcial: 25 a 21.

O time Paulo Coco entrou no segundo set com a mesma pegada da etapa anterior e seguiu mandando no placar. Nicole abriu diferença para o Praia ao fazer 20 a 16, mas Karol Tormena, ponteira improvisada na função de oposta, deixou tudo igual em 20 a 20. O Minas pressionou na reta final do primeiro set, mas as visitantes se distanciaram e, com bloqueio para cima de Pri Daroit, fecharam a segunda parcial em 25 a 22.

O Minas tentou uma sobrevida no set que poderia ser - e acabou sendo - o último do jogo. Apesar de correr o tempo todo atrás do líder da Superliga na etapa, as donas da casa empataram em 15 a 15 com Rosamaria. No entanto, o Praia se manteve bem na etapa e voltou a abrir vantagem. Fê Garay pontuou em 24 a 20, deixando a equipe de Uberlândia com o match point, mas Macris encostou em 24 a 23 com ponto de saque. Nada conseguiu fazer o Minas, no entanto, porque o Praia fechou a parcial logo em seguida: 25 a 23.

Amanda, do Praia Clube, foi eleita a melhor em quadra (Foto: Isabelly Morais/VAVEL Brasil)