Com falha bizarra de Lloris, Suécia vira sobre a França e assume liderança das Eliminatórias

No duelo de líderes do Grupo A, deu Suécia. A então vice-líder virou sobre a líder França na Friends Arena e saiu com a vitória por 2 a 1. Giroud abriu o placar para os franceses com uma pintura, enquanto Durmaz e Toivonen, em trapalhada de Lloris no último minuto, garantiram o triunfo sueco.

Com o resultado, a Suécia chegou aos mesmos 14 pontos dos visitantes, mas "roubou" a liderança pelo critério de saldo de gols. A Holanda também venceu Luxemburgo por 5 a 0 e segue na terceira colocação, com 10 pontos.

As duas seleções voltam a campo na próxima semana, mas para jogos amistosos. No dia 12, os comandados de Didier Deschamps recebem a Inglaterra, enquanto a equipe de Jan Andersson visitará a Noruega um dia depois.

Equilíbrio e golaços na etapa inicial

Durante praticamente todo o primeiro tempo na Friends Arena, o equilíbrio foi constante. Enquanto os donos da casa apostavam na qualidade do meia Forsberg, os franceses investiam nos avanços do lateral esquerdo Mendy. No entanto, nenhuma situação clara de gol havia sido criada passados 30 minutos de jogo.

Tal cenário só começou a mudar a partir de um lance espetacular de Olivier Giroud. Aos 36 minutos, Sidibé avançou pela direita e cruzou na área. A zaga afastou e o atacante do Arsenal pegou a sobra para, sem deixar cair, emendar um lindo chute de canhota no ângulo de Olsen e abrir o placar.

Porém, a alegria durou pouco. Aos 45, Augustinsson cruzou da esquerda e a bola passou por todo mundo. Durmaz, aproveitando o espaço deixado por Mendy, que estava no centro da área, aproveitou e fuzilou a meta de Lloris para deixar tudo igual antes do intervalo da partida.

França pressiona, mas Lloris protagoniza trapalhada no final

O segundo tempo cumpriu o que prometia. Com ambas as seleções indo ao ataque e abrindo espaços, as chances para os dois lados começaram a surgir. Aos oito e nove, respectivamente, a França chegou perto do segundo gol com um cabeceio de Griezmann e um belo chute colocado de Pogba. Depois, foi a vez da Suécia assustar com um chute forte de Johansson, que passou raspando a trave direita do gol de Lloris.

Griezmann e Forsberg ainda assustaram em cobranças perigosas de falta, mas não foi o suficiente para desempatar a partida. Ciente disso, Didier Deschamps acionou Mbappé e Lemar nos lugares dos apagados Griezmann e Payet, enquanto Jan Andersson colocou o experiente Guidetti na vaga de Berg. 

Do meio para o fim, a França começou a pressionar e acuar a Suécia em busca da vitória. Por duas oportunidades, aos 88 e aos 90, Lemar pegou sobras de bola na entrada da área e levou muito perigo. Na primeira tentativa, ele arriscou com a direita, sua perna fraca, e Olsen defendeu firme. Na segunda, um belo chute colocado, mas que passou ao lado da trave esquerda do arqueiro sueco.

O que a França não esperava, no entanto, era que Lloris, um dos homens de confiança da equipe, entregasse de bandeja a vitória para a Suécia.

No último minuto de jogo, o goleiro do Tottenham saiu da área para buscar uma bola e tentou dar um chutão para a frente, mas o plano saiu errado e a bola parou nos pés de Toivonen, na altura do meio campo. Vendo o gol aberto, o atacante não hesitou: do jeito que a bola chegou, ele chutou de primeira em direção ao gol. Lloris ainda tentou chegar, mas não dava mais tempo para evitar o tento e a inesperada vitória dos suecos.

VAVEL Logo