Tenerife recebe Getafe no primeiro jogo da final dos playoffs de acesso
Foto: Divulgação/La Liga

Nesta quarta-feira (21), Tenerife e Getafe se enfrentam às 16h no Estádio Heliodoro Rodríguez López, pelo primeiro jogo das finais dos playoffs de acesso da Liga 1|2|3, em busca da última vaga na La Liga 2017/18.

O Tenerife chegou à esta final depois de vencer o Cádiz por 1 a 0, mesmo tendo perdido o primeiro jogo também por 1 a 0, se beneficiou do regulamento e se classificou por ter feito a melhor campanha.

Já o Getafe teve a vida um pouco mais tranquila nas semifinais, empatou fora de casa com o Huesca por 2 a 2 e venceu em seus domínios por 3 a 0. Por ter feito melhor campanha que o Tenerife, faz o segundo jogo da final em sua casa.

Bom retrospecto e esperança em alta

O Tenerife tem boas lembranças recebendo o Getafe em seu estádio. No total foram 8 jogos, com 5 vitórias, 1 empate e apenas 2 derrotas. Dessa forma, a equipe espera manter os bons números e ir para o segundo jogo com um bom resultado, ficando mais próxima do retorno à elite depois de 7 anos.

O técnico José Luís Martí falou à imprensa sobre o jogo e se mostrou bastante confiante, revelando também a empolgação dos seus jogadores: “Os jogadores estão bem, com muita esperança, que pode mais que qualquer outra coisa. Estão com muita vontade de dar este último esforço em busca do sonho que queremos viver”.

Torcida do Tenerife monta o mosaico para a final | Foto: Divulgação/CD Tenerife
Torcida do Tenerife monta o mosaico para a final | Foto: Divulgação/CD Tenerife

O comandante blanquiazul ainda não definiu os titulares para as partidas, disse que “poderá haver mudanças, nada muito fora do habitual, até por conta do desgaste da última partida”. Todos os jogadores estão à disposição para o jogo.

Dani Hernández foi outro que mostrou toda a sua animação frente à imprensa e falou sobre o momento vivido pela equipe: “Estamos muito felizes por ter conseguido chegar até aqui, mas ainda precisamos nos concentrar na próxima partida. Esperamos que a torcida responda, como em toda a temporada. Temos um adversário muito difícil, incômodo, que nos levará ao limite”, comentou o goleiro que teve ótima atuação na última partida contra o Cádiz.

Bordalás: “Nesta decisão não há favoritos”

Este foi o tom do discurso do técnico José Bordalás na coletiva de imprensa concedida na tarde desta terça-feira (20). Jogando fora de casa e sabendo da qualidade do adversário, Bordalás foi cauteloso ao falar sobre a partida: “Chegamos animados e bem fisicamente, mas assim chegamos os dois. Não há favoritos”.

“Se vai mal na primeira partida pode ser que não se recupere. É muito importante o jogo em Tenerife, é o mais importante dos dois”, comentou o treinador o fato de iniciar a final fora de casa e completou: “O Tenerife é um grande time, demonstrou isso durante toda a temporada, não será fácil”.

Dani Pacheco foi punido com uma partida de suspensão por ter levado o cartão vermelho na última partida. O meia espanhol foi advertido mesmo após ter sido substituído, o clube tentou reduzir a pena para um cartão amarelo, mas não conseguiu. Desta forma, o jogador estará disponível para o jogo de volta. Sergio Mora, que sofreu uma lesão na primeira partida da semifinal é dúvida para o confronto.

Último treino do Getafe antes da grande final | Foto: Divulgação/Getafe CF
Último treino do Getafe antes da grande final | Foto: Divulgação/Getafe CF

O Getafe conseguiu o acesso para a primeira divisão há 13 temporadas no mesmo estádio em que começará a decidir seu futuro para a próxima temporada, e onde pode deixar metade do trabalho feito para conseguir o seu segundo acesso, retornado à La Liga um ano depois de ser rebaixado.

Para Bordalás, além de um excelente resultado, uma vitória significaria a quebra de um tabu; o treinador já esteve no Heliodoro Rodríguez em cinco oportunidades e nunca venceu. Além do Getafe, treinou também Hércules, Elche, Alcorcón e Alavés, sem vencer no estádio do Tenerife.

VAVEL Logo