Em rede social, Verratti desmente boatos de que teria pedido reforços para seguir no PSG

Protagonista de uma das maiores novelas desta janela de transferências, Marco Verratti teria dado mais "pano pra manga", como diz o ditado, em publicação da Gazzetta Dello Sport neste sábado (24).

Segundo o jornal italiano, o meio-campista do PSG teria dito que não teria problema em continuar no clube parisiense, desde que cheguem reforços de peso para fazer a equipe chegar aos títulos almejados, principalmente a Uefa Champions League.

"Eu não tenho que ir embora a qualquer preço, eu quero ver se desta vez eles realmente vão fazer uma grande equipe. Neste caso, eu ficaria feliz em ficar", seria uma das declarações que Verratti teria dado e que foram publicadas pelo jornal italiano.

"Todo ano eles [a diretoria do PSG] dizem que vão fazer um grande time, e vemos os resultados. As promessas não são suficientes. Se desta vez o PSG e [Antero] Henrique cumprirem suas promessas, eu ficaria feliz em ficar. Nada me obriga a sair", teria dito.

No entanto, após a notícia repercutir pelo mundo, Verratti publicou em sua conta no Instagram duas imagens, uma com diversos pontos de interrogação sob uma foto da matéria, e outra com a seguinte frase: "Eu não dei nenhuma entrevista a ninguém e eu nunca falei com o PSG sobre a situação descrita no artigo esta manhã. Eu espero que vocês parem de falar sem saber de nada. Há um limite para tudo", dando a entender que as notícias do conceituado jornalista Alessandro Grandesso seriam falsas.

Os rumores de uma saída foram intensificados nos últimos 10 dias, quando as imprensas italiana e espanhola, e posteriormente a francesa também, estamparam as capas dos jornais dizendo que Verratti não queria mais jogar pelo PSG e que ele tinha o desejo de ir para o Barcelona na atual janela de transferências.

O meia, que há tempos já tem o nome envolvido com o Barça, teria mostrado um desejo irreversível ir para a Catalunha. Duas reuniões entre o jogador, seu agente Donato Di Campli e o novo diretor parisiense, Antero Henrique, teriam acontecido, mas nenhum ponto em cominho teria sido encontrado.

Por outro lado, Nasser Al-Khelaïfi, presidente do PSG, considera o italiano como um jogador intransferível e vital no projeto do clube. Tanto que o contrato de Verratti tem sido renovado praticamente todo ano, para ficar com 5 anos de duração (limite máximo aceito na França). E justamente o tempo de contrato, que atualmente vai até 2021, é a carta na manga do Paris, uma vez que os vínculos no país não possuem valor de rescisão contratual. O PSG teria até uma proposta para renovar mais uma vez o contrato até 2022, aumentando consideravelmente o salário do jogador da seleção italiana.

Após a temporada 2015/2016 sofrendo com lesões, 2016/2017 foi uma temporada de redenção para Marco. Com sequência de jogos, ele foi um dos principais jogadores da equipe na temporada, sendo importante para as taças da Copa da Liga e a Copa da França, bem como uma atuação destacada diante do Barcelona, no primeiro jogo das oitavas de final da Champions League.

VAVEL Logo