Após vexame, ataque do Hamburgo proporciona melhor início na Bundesliga em sete anos

Antes mesmo da primeira rodada da Bundesliga, o torcedor do Hamburgo provavelmente pensou que nessa temporada tudo aquilo que vem perseguindo o clube há anos voltaria à tona: as péssimas atuações e o gigantesco risco de rebaixamento. Tudo isso porque os Dinos haviam sido derrotados pelo Osnabrück, um time da terceira divisão, na primeira fase da DFB-Pokal, a Copa da Alemanha.

Com todo esse desespero, era possível de se imaginar que o Hamburgo passaria dificuldades na campanha do Campeonato Alemão, mas aconteceu justamente o contrário. Liderados por Bobby Wood e André Hahn, que assinou recentemente vindo do Borussia Mönchengladbach, o HSV tem o seu melhor início de temporada em sete anos.

Com duas vitórias em dois jogos, a equipe encontra-se atualmente na terceira posição da Bundesliga, atrás apenas de Borussia Dortmund e Bayern de Munique. Na primeira rodada, Nicolai Müller fez o gol da vitória após cruzamento de Walace e se machucaria na comemoração. Com o diagnóstico que anunciou que o jogador ficará fora dos gramados por pelo menos sete meses, os torcedores dos Dinos já estavam com o filme assombrador na cabeça de novo.

Com Aaron Hunt, e posteriormente Luca Waldschmidt, entrando no lugar do jogador machucado, a equipe de Markus Gisdol não perdeu em futebol, muito pelo contrário: a atuação contra o Colônia, no RheinEnergieStadium, foi uma das melhores do Hamburgo nos últimos tempos e, sob a batuta de Wood e Hahn, conquistaram uma importante vitória por 3 a 1.

“A copa definitivamente uniu o elenco. A gente sabia que não havia jogado bem e fomos justamente criticados. Fomos duros com nós mesmos e parece que isso deu resultados. Nós seguimos em frente e evoluímos como uma equipe”, disse Hahn após a partida contra o Koln. 

Com a lesão de Müller, um dos ícones e principais jogadores da equipe, Wood e Hahn assumiram a responsabilidade do papel deixado pelo jogador de 29 anos, que provavelmente voltará aos gramados apenas em março. O americano e o alemão se tornaram, mesmo após pouco tempo, os homens de confiança do treinador e tem tudo a voltarem a se destacar – Wood marcou 17 gols pelo Union Berlin na temporada 2015/16 e Hahn foi um dos melhores jogadores da Bundesliga de 2013/14, quando esteve no Augsburg.

Muito desse grande começo de temporada se dá pelas boas atuações de Bobby Wood. O jogador da seleção dos Estados Unidos está no Hamburgo desde a temporada passada, mas não conseguiu transformar toda a expectativa gerada nele em gols. Com atuações tímidas, o jogador não foi um dos destaques da última época dos Dinos. Porém, o 2017-18 do atacante vem sendo bom até aqui e, caso essas atuações continuem, toda a expectativa da diretoria do HSV poderá ser atingida.

“Todos sabemos que o Hamburgo tem um enorme potencial. Quando você consegue entrar em uma boa fase e tem os torcedores ao seu lado, tudo fica mais fácil para todos nós e isso faz com que o futebol se torne divertido. Todos trabalham pelo bem de todos, como o Bobby Wood, que fica na minha posição quando eu resolvo jogar como atacante principal. Estamos abordando nossos últimos jogos com confiança porque sabemos que podemos ganhar” – disse Andre Hahn.

Jogadores comemorando o gol de Lewis Holtby no 3 a 1 sobre o Koln (Foto: Bongarts/Lucas Schulze)
Jogadores comemorando o gol de Lewis Holtby no 3 a 1 sobre o Koln (Foto: Lucas Schulze|Bongarts)

Com a nuvem do rebaixamento sempre em cima dos jogadores do Hamburgo, esse clima de positividade e união se torna crucial para todas as pretensões da equipe no restante da temporada. Mesmo com apenas dois jogos na Bundesliga, é perceptível que o elenco está mais unido – o grande exemplo disso foi o terceiro gol na vitória contra o Koln, quando até os jogadores que estavam no banco de reservas saíram para comemorar a primeira vitória fora de casa no Campeonato Alemão desde o último mês de fevereiro.

A única equipe a nunca ser rebaixada na Bundesliga ainda não é uma certeza para todos no país, mas é inegável afirmar que esse time do Hamburgo mostra ser diferentes daqueles de épocas passadas. Após a parada para a data Fifa, os Dinos voltarão a campo para enfrentar o RB Leipzig. Um grande teste para colocar em jogo todas as pretensões de Markus Gisdol na temporada. 

VAVEL Logo