Mbappé marca, França goleia e afunda Holanda nas Eliminatórias para a Copa

Em busca de retomar a liderança do Grupo A, a França recebeu a Holanda no Stade de France, em partida válida pelas Eliminatórias Europeias para a Copa do Mundo de 2018. A dona da casa dominou totalmente a Holanda durante o jogo inteiro, não houve apenas um destaque, o jogo coletivo chamou mais atenção, onde todos os jogadores franceses tiveram grande performance.

É necessário destacar que Kylian Mbappé, recém-anunciado pelo PSG, entrou muito bem no jogo e marcou seu primeiro gol com a seleção francesa. Griezmann e Lemar, duas vezes, também balançaram as redes.

Os dois técnicos optaram por formar times com muitos meias, no entanto Didier Deschamps e seu 4-4-2 saiu vencedor em cima do 4-5-1 de Dick Advocaat. O domínio da posse de bola por parte de Pogba e Kanté foi essencial para a França dominar o jogo, e os dribles e quebra de marcação de Griezmann e Comán, ajudaram a abrir os espaços necessários para a seleção francesa se infiltrar dentro da grande área holandesa.

França domina posse de bola e demonstra tranquilidade para atacar

A França começou os primeiros minutos de jogo dominando totalmente a posse de bola e tentando infiltrações com os passes de Kanté e Pogba. No ataque, Comán comandava o time francês, criando aos oito minutos uma boa oportunidade, na qual terminou em uma dividida entre Giroud e De Virj resultando em escanteio.

Aos 11', em um vacilo de Pogba dando um passe errado, a Holanda teve sua primeira oportunidade, na qual após cruzamento de Robben, os jogadores holandeses pediram um pênalti devido a um toque de mão. Aos 14 minutos, após estar pressionando no campo de ataque, Sidibé roubou a bola e tocou para Griezmann. O atacante do Atlético tabelou com Giroud e bateu bonito entre as pernas do goleiro Cillessen, abrindo o placar.

Após o gol, a França continuou dominando a posse de bola, Griezmann e Pogba começaram a aparecer mais no jogo e armas as principais jogadas da equipe. Depois de insistência de Kanté, muito parecida com a de Sidibé, em roubar a bola no ataque, a sobra fica para Comán que dá um corte no marcador e bate colocado, e Cillessen encaixa.

Na reta final da etapa, Comán foi acionado pela ponta direita, entortou Hoedt com dois dribles e tentou cruzar na área para Griezmann, mas quase fez um golaço sem querer, defendido por Cillessen. Como é de sua característica, aos 40 minutos, Pogba arrisca de chute de muito longe, no entanto o chute acaba saindo fraco e fácil para defesa do goleiro.

Foto: Franck Fife/AFP/Getty Images

Holanda volta mais agressiva, mas deixa espaços para a França liquidar o jogo

No segundo tempo, a Holanda voltou com Tonny Vilhena no lugar de Sneidjer. Logo aos cinco minutos do segundo tempo era possível notar uma postura mais agressiva da Holanda, a marcação bem mais acirrada e o time mais posto no ataque, o que permitiu mais espaço para a França no contra-ataque.

O time da casa quase ampliou após escanteio, no meio do lance Robben derrubou Koscielny, mas o árbitro não marcou o penâlti. Aos 15 minutos era possível ver que apesar da posse de bola ter ficado dividida, a Holanda não conseguia armar suas jogadas assim como a França, que quase marca o segundo com Kanté após passe de Comán.

Strootman foi expulso após levar dois cartões amarelos (decorrente da proposta do treinador Dick Advocaat em colocar um time mais agressivo na marcação). Como ato arriscado em busca do gol, aos 19 minutos Van Persie entrou no lugar de Janssen. Aos 24' finalmente a Holanda teve a sua primeira boa chegada. Após cruzamento, Robben quase empatou o jogo de cabeça. Logo em seguida, a França puxou um rápido contra-ataque no qual Pogba - após bela jogada - fica cara a cara com Cillessen, que salva a Holanda. Três minutos depois, após pressão francesa no ataque, a bola sobra para Lemar (que até então estava meio sumido) marcar um golaço de primeira de fora da área, e fazer 2 a 0.

Em um cenário mais favorável e com uma Holanda desnorteada em campo, faltando 15 minutos para acabar o jogo, o treinador Didier Deschamps chama o recém-contratado pelo PSG, Mbappé, que entrou no lugar de Giroud.

A jovem joia milionária entra com tudo no jogo buscando o gol. Após ótima partida, Comán sai aos 35 para dar lugar a Lacazette, pela primeira vez na seleção francesa como jogador do Arsenal. A França ampliou a sua vantagem. Mbappé puxou bom contra-ataque e deixou Griezmann cara a cara com o goleiro, o camisa 7 apenas rolou para o lado onde estavam livres Lemar e Lacazette, sorte do primeiro que chegou antes e marcou seu segundo gol na partida.

Alguns minutos depois, foi o momento da joia francesa se consagrar. Após tabela com Sidibé, Mbappé marca seu primeiro gol pela seleção francesa e fecha a goleada em 4 a 0 para a França.

VAVEL Logo