Juventus tropeça, Napoli vence e coloca fogo na reta final da Serie A

Juventus tropeça, Napoli vence e coloca fogo na reta final da Serie A

Vecchia Signora empata com Crotone e vê napolitanos encostarem na liderança às vésperas do duelo entre as duas equipes

PedroChagas08
Pedro Paulo Chagas

Temos um campeonato! Nesta quarta-feira (18), os dois postulantes ao título italiano entraram em campo, pela 33ª rodada da Serie A. A Juventus foi até a Calábria enfrentar o Crotone. Já o Napoli recebeu a Udinese, na Campânia. Amplamente favorita, a Vecchia Signora empatou com os Tubarões, candidatos ao rebaixamento. E ainda viu os rivais partenopei vencerem os bianconeri com fortes doses de emoção. Com os resultados, a Juve vê a distância para o Napoli reduzir de seis para quatro pontos.

Os resultados desta rodada colocam fogo no campeonato. Juventus e Napoli se enfrentam no próximo domingo e uma vitória da embalada equipe partenopea pode reduzir a diferença das equipes para um ponto, a quatro jogos do fim da Serie A. Certeza de fortes emoções na reta final do Calcio. Será o fim da dinastia da Vecchia Signora ou a Juve leva o inédito hepta?

Juventus relaxa e sofre empate

No duelo entre a líder do campeonato e o 18º colocado, esperava-se que desse a lógica. Mesmo com uma formação alternativa, sem Buffon, Chiellini, Khedira, Pjanic e Mandzukic, a Juventus era melhor e começou pressionando o Crotone. Logo aos 16 minutos de jogo, Douglas Costa cruzou para a área, Alex Sandro entrou como elemento-surpresa e completou de cabeça para o gol de Alex Cordaz: 1x0 Juventus. Tranquila com o resultado, a Vecchia Signora passou a administrar a partida. Mas os Tubarões da Calábria queriam jogo.

Mesmo esbarrando na falta de técnica, o Crotone martelava o gol da Juventus. A equipe da Calábria chegou a ter um tiro livre indireto, que acabou sendo desperdiçado. Porém, aos 20' do segundo tempo, o Crotone chegaria ao empate com um golaço. Jogada de Martella pela esquerda, que levantou na área da Juve. No bate-rebate, a bola sobra Simy Nwankwo que acerta uma bela bicicleta: 1x1. Com o resultado adverso, a Vecchia Signora partiu para o desespero, mas só conseguiu assustar com um chute de longe de Matuidi. O resultado coloca pressão na Juventus, que precisa vencer o Napoli, caso ainda sonhe com o hepta. 

Napoli sofre e vira sobre Udinese

Em Nápoles, a equipe da casa recebeu a Udinese. Em segundo, o Napoli precisava da vitória para seguir sonhando com o título italiano, que não vem há 28 anos. Já os bianconeri, em 14º, ainda estão no bolo de equipes que brigam para não cair, mas vivem situação um pouco mais confortável do que os adversários. Sem alguns titulares, como Koulibaly, Jorginho, Allan e Mertens (os três últimos no banco), os partenopei buscaram um jogo mais vertical, deixando a posse de bola para a Udinese. A estratégia arriscada mostrou suas falhas aos 45' do primeiro tempo. Em jogada pela direita, Zampano cruzou rasteiro, a zaga não cortou e o meia Jankto surgiu livre para completar para o gol: 1x0.

A resposta do Napoli ao gol da Udinese veio na primeira etapa. Insigne recebeu na intermediária, se livrou de Nuytinck e bateu, sem chances para Bizarri: 1x1. Na volta para a segunda etapa, os bianconeri seguiram com mais posse de bola e voltaram a liderar o placar logo aos 10 minutos. Barak bateu de fora da área, Diawara cortou mal e a bola sobrou novamente para Zampano que cruzou na marca do pênalti para Ingelsson marcar: 2x1. Mas os partenopei não desistiram. Três minutos depois, em cobrança da escanteio, Callejón mandou a bola na cabeça de Albiol, que estufou as redes da Udinese: 2x2. O Napoli estava novamente no jogo.

No desespero, o técnico Maurizio Sarri colocou o atacante Mertens na vaga do capitão Hamsik. A mudança teve efeito imediato: o Napoli virou a partida num gol com cara de Napoli. Em troca de passes na intermediária, Callejón recebeu na ponta direita e chutou forte. Bizarri espalmou e a bola sobrou para Milik completar: 2x3. Com o resultado na mão, Sarri tratou de reequilibrar o meio de campo. Autor do terceiro gol, o polonês Milik deu lugar a Allan. Quem esperava que o time se fecharia, se enganou logo após a substituição. Em mais um escanteio de Callejón, Tonelli cabeçou com força no ângulo: 2x4. A importante vitória napolitana põe a equipe da Campânia de volta à briga pelo título. Se vencer a Juventus, no próximo domingo (22), os partenopei ficam a um ponto da líder do campeonato. 

VAVEL Logo
CHAT