11 contra 11: Bélgica leva vantagem no comparativo entre titulares contra Brasil

11 contra 11: Bélgica leva vantagem no comparativo entre titulares contra Brasil

Saiba, posição por posição, onde estão as forças e as fraquezas de cada uma das equipes

ygor-moreira
Ygor Henriques Moreira

Nesta sexta-feira (6), Bélgica e Brasil disputam vaga para a semifinal de final da Copa do Mundo de 2018. Com o melhor ataque da competição, a Bélgica chega com força total na disputa. A Seleção Brasileira, que tem a melhor defesa da copa, terá um sério desfalque, que é Casemiro, por suspensão. Douglas Costa foi liberado pelo departamento médico e estará no banco de reservas.

Em uma disputa sadia, no qual o Brasil leva vantagem na zaga e os Belgas no ataque, fizemos um comparativo que a VAVEL Brasil preparou para você mostrando equilíbrio entre as seleções, com os Belgas vencendo apertado. A escalação geral ficou desta maneira: Alisson, Meunier, Thiago Silva, Vertonghen e Filipe Luis; Fernandinho, Witsel, Coutinho; Hazard, Mertens e Lukaku.

Alisson x Courtois

Vitória de Alisson – Apesar do goleiro Belga fazer três vezes mais defesas na copa (9 x 3), o goleiro do Brasil sofreu apenas um gol em quatro chutes que foram ao alvo de Alisson em quatro jogos. Courtois sofreu quatro gols no mundial e ambos não mostraram segurança no mundial, com o Brasileiro levando vantagem por conta sistema defensivo brasileiro.

Fagner x Meunier

Vitória de Meunier - Com esquemas diferentes, Meunier faz uma função mais avançada na seleção da Bélgica, como ala direito, enquanto Fagner substituiu bem Danilo na lateral. Ambos atuaram em três jogos, com Meunier sendo poupado contra a Inglaterra e Fagner ficando no banco contra a Suíça. O Belga leva vantagem em número de assistências (2 x 0) e finalizações (4 x 0). Já Fagner tem um desempenho melhor na parte defensiva, levando vantagem em desarmes (8 x 1).

Thiago Silva x Alderweireld

Vitória de Thiago Silva - No duelo entre os dois zagueiros, é um dos que há mais disparidade nos comparativos. Thiago Silva atuou nos quatro jogos do Brasil, enquanto Alderweireld jogou três partidas. O capitão do Brasil marcou contra a Sérvia e é o destaque da seleção no mundial. Nas estatísticas, Thiago vence a disputa em roubadas de bola, bloqueios, passes certos e número de finalizações, enquanto o Belga fez menos faltas que o Brasileiro.

Miranda x Vertonghen

Vitória de Vertonghen - Em disputa parelha, o Belga leva pequena vantagem contra o Brasileiro. Vertonghen marcou um gol na competição contra o Japão, enquanto Miranda ainda está zerado. Apesar disso, o Belga também falhou no primeiro gol do Japão, enquanto o brasileiro participou do polêmico gol da Suíça na primeira rodada. O Belga vence nas estatísticas de bolas recuperadas, menos faltas cometidas e duelos aéreos. Em quatro jogos, Miranda tem um ótimo desempenho em passes, errando apenas 12 de 189.

Fernandinho x Kompany

Vitória de Fernandinho - Por conta do esquema bem diferente entre as seleções, é difícil uma comparação entre Fernandinho e Kompany, companheiros de Manchester City. Fernandinho é reserva e volante, mas entrou em todas as partidas, muito bem por sinal, sendo o décimo segundo jogador de Tite. Já o Belga, que é zagueiro no esquema com três defensores, é o jogador mais experiente do time e ficou de fora dos dois primeiros jogos por lesão. Ambos serão titulares na próxima sexta e Fernandinho tem a missão de substituir à altura o volante Casemiro.

Marcelo x Carrasco

Empate - Assim como a comparação anterior, ambos possuem diferentes posições em campo. O Brasileiro é lateral e nos seus dois primeiros jogos não foi bem, sofrendo lesão na partida contra a Sérvia. Já o Belga joga como ala esquerda, com liberdade, mas não faz um copa tão boa, ao contrário do que imaginavam. Desempenhando uma função diferente, Carrasco sofre quando precisa marcar, como exemplo, os gols sofridos pela Bélgica contra o Japão, em suas costas. Marcelo fez uma das melhores temporadas da carreira, mas é cobrado por não desempenhar no Brasil suas grandes atuações pelo Real. Como ambos não estão em bom momento, fica empatada a disputa.

Paulinho x Witsel

Vitória de Witsel - Um embate bem igual é entre Witsel e Paulinho. Durante os jogos, são os menos notados em campo, mas fazem bem a parte tática pedido por seus treinadores. Paulinho fez o gol decisivo contra a Sérvia, mas faz uma copa abaixo do esperado. Witsel tem um dos maiores percentuais de passes da copa, sendo vital para a construção da maioria dos gols da seleção, atuando em todos os setores do meio campo, levando vantagem.

Coutinho x De Bruyne

Vitória de Coutinho - Ambos chegam ao mundial no auge da carreira, mas não como os maiores nomes da seleção. Se Hazard e Neymar são os mais conhecidos, a dupla De Bruyne e Coutinho não está tão longe dos protagonistas. Coutinho leva a vantagem de gols marcados (2 x 0), em número de finalizações e no bom índice de passes. De Bruyne, mesmo não tendo ótimos números e bem abaixo do imaginado, foi importante nos três jogos em que atuou na copa, como no belo passe de trivela para Lukaku contra o Panamá e o contra-ataque mortal contra o Japão. O Brasileiro tem uma leve vantagem contra o Belga por ser escolhido o homem do jogo nos dois primeiros jogos do Brasil na competição.

Neymar x Hazard

Vitória de Hazard - A disputa mais acirrada é entre Hazard e Neymar. O Belga fica em vantagem por ter sido escolhido o homem do jogo nas três partidas em que atuou. Na copa, fez dois gols e deu duas assistências, liderando o melhor ataque. Já Neymar, recuperado de lesão, foi progredindo durante o mundial, principalmente nas duas últimas partidas. Neymar é o maior finalizador da competição, mas marcou apenas dois gols em vinte e quatro finalizações, média baixa para um jogador do nível dele. Em compensação, foi o mais caçado, complicando o brilho das suas atuações. Hazard leva vantagem no confronto por ter melhores números em menos jogos, mas na partida, ambos possuem totais condições para decidir a classificação da sua seleção para a semifinal.

Willian x Mertens

Vitória de Mertens - Mertens fez uma boa fase de grupos, apesar da fragilidade dos adversários. Com um belo gol e uma assistência, poderia ter um rendimento melhor, ainda mais depois de fazer uma grande temporada com a Napoli. Willian não começou bem o mundial e só não foi barrado por conta da lesão de Douglas Costa. Na última partida, contra o México, Willian foi determinante para a seleção conseguir a classificação. Mertens explora bem os espaços que são dados e é um dos jogadores que menos passes deu na competição, por ter a função de puxar a marcação, sendo componente do melhor ataque da competição, levando vantagem no confronto.

Gabriel Jesus x Lukaku

Vitória de Lukaku - Em momentos bem distintos, Lukaku é um dos artilheiros do mundial, enquanto o brasileiro é questionado pela sua torcida pela falta de gols. O Belga marcou quatro gols na competição e apesar da estatura, trabalha bem o pivô e até sem a bola foi importante, como no corta luz no gol de Chadli contra o Japão. Gabriel Jesus é um dos jogadores que mais percorreram o campo no mundial, explicando seu distanciamento do gol, algo criticado pelos brasileiros. Rivais na Inglaterra, Jesus na temporada foi superior ao seu adversário, mas na copa, o Belga é um dos principais jogadores da competição e causará preocupação a zaga brasileira, a melhor da copa.

Fotos: Getty Images

VAVEL Logo

Futebol Internacional Notícias

há 4 dias
há 4 dias
há 4 dias
há 4 dias
há 4 dias
há 4 dias
há 5 dias
há 5 dias
há 5 dias
há 5 dias
há 5 dias