Gerson brilha, Simeone marca e Fiorentina estreia na Serie A com grande goleada contra Chievo
Foto: Divulgação/ACF Fiorentina

Gerson brilha, Simeone marca e Fiorentina estreia na Serie A com grande goleada contra Chievo

Brasileiro marcou e deu assistência em sua primeira partida oficial com a Viola, e atacante argentino fechou o placar, com a presença do seu pai no estádio: 6 a 1, em Florença

bruno-da-silva
Bruno da Silva
FiorentinaLafont; Milenkovic, Pezzella, Vitor Hugo, Biraghi; Fernandes (Norgaard, min. 54), Benassi, Gerson (Dabo, min. 75); Chiesa (Pjaca, min. 75), Eysseric, Simeone. Técnico: Stefano Pioli
ChievoSeculin; Depaoli, Rossettini, Tomovic, Jaroszynski; Radovanovic, Rigoni (Meggiorini, min. 65), Hetemaj (Obi, intervalo); Giaccherini, Birsa (Kiyine, min. 77), Stepinski. Técnico: Lorenzo D'Anna
Placar1-0, min. 8, Milenkovic. 2-0, min. 42, Gerson. 3-0, min. 49, Benassi. 4-0, min. 71, Chiesa. 4-1, min. 76, Tomovic. 5-1, min. 89, Benassi. 6-1, min. 90+3, Simeone
ÁRBITRORosario Abisso, auxiliado por Filippo Meli e Luca Mondin. Amarelo: Fernandes (FIO); Depaoli, Meggiorini, Radovanovic (CHI)
INCIDENCIASPartida válida pela segunda rodada da Serie A Tim 2018-19, no Stadio Artemio Franchi, em Florença, Itália

A torcida da Fiorentina não poderia esperar muito mais de uma estreia de temporada. Neste domingo (26), a Viola atropelou o Chievo, no Artemio Franchi, por 6 a 1, em jogo válido pela segunda rodada da Serie A. Milenkovic, Gerson, Benassi (duas vezes), Chiesa e Simeone fizeram para os mandantes. O ex-Viola Tomovic fez o do time de Verona.

O time de Florença não jogou na primeira rodada porque o jogo contra a Sampdoria foi adiado, por conta da queda da Ponte Moroni, em Gênova. Foi a primeira vez que a Fiorentina marcou seis gols em uma partida desde 2001, quando fez 6 a 1 contra o Elfsborg, da Suécia, pela então Copa da Uefa (atual Europa League).

+ Confira ofertas do nosso parceiro FutFanatics

Mesmo após um início lento, a Fiorentina conseguiu criar jogadas esporádicas para levar perigo. Aos oito, Benassi recebeu pivô de Simeone na direita, bateu forte e exigiu boa defesa de Seculin. Na sequência, a bola sobrou na entrada da área, Milenkovic ganhou no corpo de Giaccherini e encheu o pé para fazer um golaço, o seu primeiro tento com a camisa da Viola, e fazer 1 a 0.

Milenkovic (atrás) abriu o placar em Florença (Foto: Divulgação/ACF Fiorentina)
Milenkovic (atrás) abriu o placar em Florença (Foto: Divulgação/ACF Fiorentina)

Mesmo com um gol sofrido no início, o Chievo conseguiu se manter no jogo, e teve até mais posse de bola - 51% -, mesmo que bem menos finalizações - três contra 15 -, porém foi melhor em boa parte da primeira etapa. Aos 11, Birsa recebeu pela direita com espaço, cruzou para a área e Stepinski apareceu livre para finalizar, mas mandou cabeçada por cima do gol. 

Aos 16, após cruzamento de Giaccherini, Vitor Hugo e Lafont se atrapalharam, Biraghi bateu para cima e a bola sobrou para Stepinski na pequena área, e Pezzella teve que intervir para cortar a finalização da direção do gol. Sete minutos depois, Birsa fez jogada individual pela direita, ajeitou para o meio e mandou chute perigoso, que o goleiro da Fiorentina acabou socando para o meio da área, antes da zaga afastar o perigo.

Foram quase 30 minutos com o Chievo superior na partida, mas a Fiorentina se rearrumou no jogo e tomou as rédeas do jogo na reta final. Aos 36, Gerson lançou bela bola na segunda trave, Benassi ajeitou de cabeça e Simeone apareceu para finalizar, mas Seculin saiu bem e tirou de soco.

Quatro minutos depois, Simeone iniciou o contra-ataque, conectou Chiesa e recebeu de volta na sequência para finalizar rasteiro, porém Seculin fez milagre e salvou com os pés. Na sequência, na cobrança de escanteio, o argentino teve nova finalização, dessa vez uma cabeçada, parada novamente pelo arqueiro. No rebote, Pezzella teve seu chute salvo em cima da linha. Na terceira tentativa, Gerson apareceu na pequena área para completar e marcar em sua estreia oficial com a Fiorentina: 2 a 0 antes do intervalo em Florença.

Diferente do primeiro tempo, o segundo teve um domínio total da Fiorentina. Mesmo com menos de posse de bola, a Viola aproveitou os espaços dados pelo Chievo para empilhar chances. O que facilitou todo esse trabalho foi um logo no começo. Aos três, Simeone fez grande jogada pela esquerda, cruzou forte para trás e Benassi meteu a cabeça na bola, mandando no canto alto, sem chances para o goleiro: 3 a 0.

O técnico Lorenzo D'Anna fez uma alteração no intervalo, com a entrada de Obi na vaga de Hetemaj, mas o Chievo não melhorou em nenhum aspecto. Enquanto isso, a Viola continuava atacando. Aos 15, Biraghi recebeu de Eysseric, cruzou para o meio da área e Chiesa apareceu finalizando de coxa, mandando por cima do gol.

Aos 23, Gerson recebeu lançamento de Norgaard em velocidade, tabelou com Simeone e finalizou colocado de pé direito, mas parou em defesa segura de Seculin. O brasileiro, inspirado, decidiu ser garçom. Três minutos depois, arrancou em velocidade pela esquerda, deixou a marcação para trás com um drible da vaga e serviu na direita para Chiesa, que finalizou de carrinho e ampliou para 4 a 0.

Pouco tempo depois, o único lance de algum brilho do Chievo. Na cobrança de escanteio aos 30, Birsa colocou na primeira trave e Tomovic, ex-Fiorentina, tocou de cabeça na primeira trave para descontar. O zagueiro fez o número '13' com as mãos após o gol, homenageando o ex-capitão da Viola, Davide Astori, que faleceu na concentração do time em março.

A Fiorentina parecia satisfeita com o resultado já construído e levou o jogo em ritmo lento, mas ainda havia tempo para mais. Aos 44, Biraghi atravessou da direita para a esquerda, Benassi recebeu com espaço e tocou por baixo do goleiro, fazendo 5 a 1. Já aos 48, Eysseric deu assistência de bico, Simeone apareceu nas costas da defesa e deu números finais para o jogo: 6 a 1.

Simeone batalhou, e conseguiu balançar as redes nos acréscimos e fechou a goleada (Foto: Divulgação/ACF Fiorentin)
Simeone batalhou, e conseguiu balançar as redes nos acréscimos e fechou a goleada (Foto: Divulgação/ACF Fiorentina)

O pai do argentino, Diego Simeone, técnico do Atlético de Madrid, estava no estádio assistindo a grande goleada da equipe do filho.

Os dois times voltam a campo no próximo domingo (2/9). A Fiorentina, melhor ataque da Serie A, mesmo com apenas um jogo, joga mais uma vez em casa, dessa vez diante da Udinese, às 13h. Mais tarde, às 15h30, o Chievo, que havia perdido na estreia para a Juventus, busca recuperação em Verona diante do Empoli

VAVEL Logo