James Rodríguez e a icógnita de sua carreira
Foto: Reprodução/Twitter/James Rodríguez

Quando o Real Madrid emprestou James Rodríguez ao Bayern de Munique, em 2017, havia a especulação que o time espanhol abriria a opção de compra e o jogador colombiano ficaria pela Alemanha. O que não aconteceu. O Bayern optou por não manter o jogador no seu elenco. Empréstimo que terminou no fim dessa temporada. Até agora, houveram especulações que James poderia seguir para a China. Recentemente: Itália, Carlo Ancelotti quer o jogador com ele, no Napoli.

Aos 27 anos, James Rodríguez é o craque da seleção da Colômbia, tem habilidade, elegância e um pé esquerdo de dar inveja em muitos jogadores. Foi revelado pelo Envigado, o meio-campista passou por Banfield, Porto e Monaco, quando em 2014 foi comprado pelo pelo Real Madrid. Com o clube merengue soma mais de 100 partidas e 36 gols, mas quando Zidane decidiu que não queria o jogador na sua equipe titular, foi emprestado ao Bayern. 

Poucas chances

Na temporada 2017-18, James marcou sete gols e deu 11 assistências. Já nesta época com o time alemão, venceu pela segunda vez a Bundesliga, entrou em campo 40 vezes, marcou sete gols e deu cinco assistências, mas por apenas três vezes jogou os 90 minutos e só entrou em campo quatro vezes na péssima campanha do Bayern na Champions League.

Não há como citar uma partida marcante do colombiano com a camisa do Bayern, nesta temporada. Ele está longe de ser culpado pela campanha fracassada na Champions ou pela complicada jornada na Bundesliga, mas a incapacidade do jogador de aparecer em campo e mostrar o que pode fazer quando o time precisa, pode ser um grande motivo da não permanência de James na Alemanha.

A instabilidade também pode ter atrapalhado o desempenho do jogador no Bayern. Contando a passagem de Willy Sagnol em 2017, James jogou sob o comando de quatro técnicos diferentes em menos de dois anos, cada um com ideias diferentes sobre seu papel no time. 

Enquanto isso...

Dono do gol mais bonito da Copa do Mundo de 2014, o camisa 10 da seleção colombiana está avaliado em 42 milhões de euros (R$ 184 milhões). Enquanto não tem destino certo, o colombiano está no Brasil para a disputa da Copa América. Primeiro adversário da Colômbia é a Argentina no dia domingo (16).

VAVEL Logo