Ainda sem perder na temporada de 2020, Rodrigo da Costa lidera FC Tulsa em bom momento
(Foto: Divulgação/FC Tulsa)

Após sofrer uma grande reformulação, o FC Tulsa, antigo Tulsa Roughnecks, não sabe o que é perder. São duas vitória e quatro empates na temporada que deixam a equipe de Oklahoma em um seleto grupo dos cinco times invictos até aqui na USL Championship (35 equipes disputam a competição nos EUA).

Muita coisa mudou de temporada passada para essa, desde o escudo e as cores da camisa, até mesmo aos jogadores e qualidade técnica do time. O brasileiro Rodrigo da Costa é um dos remanescentes de 2019 e que conseguiu se consolidar ainda mais na nova época. Ele entende a importância da atual fase vivida pela franquia:

"Acredito que o investimento foi muito importante para o clube não só na parte de fora, mas dentro de campo. Temos jogadores com mais experiência nessa liga esse ano e que estão acostumados a vencer, essa mentalidade é importante para uma equipe nova."

Um elenco mais encorpado trouxe também novos desafios para Rodrigo, que buscou se adaptar aos novos companheiros e exercer funções diferentes dentro da equipe.

"Não existe uma pressão para ser titular ou não por minha parte, esse ano já joguei em mais de uma função e acredito que o importante é o grupo estar jogando bem, isso que conta no final."

Apesar da competição ainda estar em seu início, o bom desempenho já anima. É inevitável a especulação sobre as condições que o FC Tulsa têm de brigar por um título até então inédito. Como uma das referências técnicas do elenco, Rodrigo entende que ainda é cedo para pensar nisso:

"O primeiro passo é se classificar para o playoffs e a partir dos playoffs podemos pensar em outros objetivos maiores, um passinho de cada vez."

O FC Tulsa é atualmente o segundo colocado do Grupo D da USL, com 10 pontos em 6 partidas. A equipe segue evoluindo buscando coroar a reformulação com uma grande temporada e, quem sabe, um título histórico. 

Ontem, o time empatou em 2 a 2 contra o Austin Bold, equipe dos atacantes brasileiros André Lima e Kleber Gladiador.

VAVEL Logo