EUA nas quatro linhas #3 - Enquete: deveria ter acesso e rebaixamento nas ligas do país?
Foto: divulgação / St. Louis

Uma pergunta muito frequente entre os apaixonados por futebol é: “por que as ligas dos Estados Unidos não têm acesso e rebaixamento?” Assim como em outros esportes, o futebol segue um modelo único/próprio com relação aos demais países do mundo. Um formato que dificilmente vai mudar e que permitiu muitos campeonatos se desenvolverem, principalmente, financeiramente. Vamos pegar como exemplo nesse texto a Major League Soccer (MLS) e a USL Championship

Todos os times que compõe a MLS são “sócios” fora das quatro linhas, ou seja, cada equipe de uma determinada liga é considerada uma franquia desta “empresa”. Para uma equipe entrar em um torneio é preciso pagar uma taxa. Por exemplo, o St. Louis pagou uma taxa de 200 milhões de dólares para começar a disputar a Major League Soccer apenas em 2022. 

Se houvesse rebaixamento, seria como se um sócio de uma determinada empresa que deixasse de investir no negócio e começasse a investir na concorrente. Além disso, não seria justo com as equipes que pagaram a taxa para entrar na liga. Vamos supor: o St. Louis pagou aqueles milhões de dólares para jogar a principal competição do país em 2022, neste mesmo ano anunciam que haverá rebaixamento da MLS para alguma liga inferior, o time não consegue se adaptar no primeiro ano e, portanto, é rebaixado. A franquia já terá um prejuízo mínimo de 200 milhões de dólares. 

Outro ponto é a diferença orçamentária entre os times da USL Championship, liga mais próxima da MLS, e as demais equipes do primeiro escalão do país. As condições de investimentos são completamente diferentes desde contratações de jogadores até infraestrutura. 

Claro que, dentro de campo, aumentaria ainda mais a competitividade entre os times. Principalmente, já na reta final da temporada regular e na parte inferior da tabela. Entretanto, devemos analisar não só esses aspectos mas o extra-campo também. 

Atualmente, nada impede de uma equipe da United Soccer League dispute a Major League Soccer. Basta ter como investir e estar dentro de todos os parâmetros. O Orlando City e o Seattle Sounders são exemplos de franquias de acenderam da USL para MLS. Mas, geralmente, não há esse descenso dos times para outros campeonatos. Nesses casos é comum ver as equipes decretarem falência. Para que um dia esse projeto venha acontecer de forma sustentável, seria necessário uma parceria entre essas “empresas”.

Agora é com você! Querido(a) leitor(a), você acredita que deveria ter acesso e rebaixamento nas ligas do país?

 
VAVEL Logo