Milan vence Fiorentina com tranquilidade e abre vantagem na liderança da Serie A
Foto: Divulgação/AC Milan

Sem Ibrahimovic, o líder Milan confirmou o favoritismo e bateu a Fiorentina por 2 a 0 na nona rodada da Serie A, no estádio Giuseppe Meazza. Os gols da partida deste domingo (29) foram marcados por Romagnoli e Kessié, de pênalti. O marfinense ainda desperdiçou outra penalidade, defendida por Dragowski.

Milan capitaliza oportunidades

A Fiorentina começou a partida com mais mobilidade no ataque em relação aos últimos jogos, com as presenças de Ribéry e Callejón, recuperados de lesão e Covid-19, respectivamente. O início de jogo foi auspicioso para os comandados de Cesare Prandelli, principalmente em ações pela esquerda, em combinações de Ribéry, Castrovilli e Biraghi, mas as boas jogadas não se transformaram em um volume grande de chances.

Do outro lado, o Milan, sem Ibrahimovic, foi a campo com um ataque móvel. Brahim Díaz ganhou chance entre os titulares, mas foi pouco ativo, enquanto Rebic e Saelemaekers conseguiram explorar espaços na defesa da Fiorentina. O time comandado por Daniele Bonera (Stefano Pioli está fora por Covid-19) terminou o primeiro tempo com menos posse de bola - 48% -, mas com dez a dois em finalizações.

Apesar do bom início, a Fiorentina saiu atrás em um lance de bola parada. Çalhanoglu bateu escanteio, Kessié desviou e Romagnoli, livre, completou na segunda trave aos 17. A Viola quase empatou aos 20, com um chute forte de Vlahovic que explodiu na trave, mas o Milan conseguiu ampliar aos 27. Saelemaekers foi travado por Pezzella dentro da área e Kessié converteu o pênalti: 2 a 0.

O segundo gol abalou a confiança da Fiorentina, e o Milan passou a encontrar mais facilidade para chegar perto do gol. Em mais uma jogada com muito espaço nas costas da defesa, Theo caiu em dividida com Cáceres dentro da área e o juiz anotou outro pênalti. Desta vez, porém, Dragowski acertou o canto e salvou nova cobrança de Kessié.

Mesmo com a chance desperdiçada, os rossoneri foram para o intervalo com boa vantagem no placar, além de terem demonstrado uma postura muito segura e confiante.

Poucas emoções

Para a segunda etapa, a Fiorentina voltou com Bonaventura na vaga de Callejón. Com o meio-campo mais recheado, a Viola aumentou ainda mais posse de bola - terminou o jogo com 56%. As chances, porém, foram poucas dos dois lados.

O Milan teve paciência e teve espaços para contra-atacar, mas sem muita pressa. Mesmo mais conservador, o time da casa teve sete finalizações na segunda etapa, contra apenas três da Viola. Logo aos sete, Çalhanoglu quase ampliou com um chute cruzado de dentro da área que carimbou a trave. A melhor chance da Fiorentina foi logo depois. Ribéry recebeu ótimo lançamento em velocidade, saiu na cara do goleiro e tentou encobrir, mas Donnarumma fez grande defesa.

O técnico Cesare Prandelli, sem muitas opções de velocidade no banco, aumentou a estatura do ataque com as entradas de Cutrone e Kouamé, mas eles tiveram pouquíssima influência no jogo. A Fiorentina só acertou o gol mais uma vez até o fim de jogo, em cabeçada de Pezzella após cobrança de escanteio, que parou em defesa firme de Donnarumma. No fim, nova vitória do Milan, que ainda fez alterações para poupar titulares e garantiu três pontos com serenidade.

Classificação e próximos compromissos

O resultado leva o Milan aos 23 pontos, com cinco de vantagem na liderança. Já a Fiorentina tem apenas oito e está em 16º, três acima da zona de rebaixamento. Os times que vêm atrás, porém, ainda jogam na rodada.

O Milan joga na quinta-feira (3) pela Europa League contra o Celtic, na Escócia, às 14h55. Pelo Campeonato Italiano, os rossoneri visitam a Sampdoria no domingo (6), às 16h45. A Fiorentina só volta a campo na segunda-feira (7) contra o Genoa, no Artemio Franchi, às 16h45.

Classificação fornecida por SofaScore LiveScore
VAVEL Logo