Borussia Dortmund supera Union Berlin nos pênaltis e se classifica na DFB Pokal

Weidenfeller pega dois pênaltis e ajuda os aurinegros a avançarem as oitavas de final do torneio

Borussia Dortmund supera Union Berlin nos pênaltis e se classifica na DFB Pokal
Foto: Divulgação/Borussia Dortmund
B. Dortmund (3)
1 1
(0) Union Berlin
B. Dortmund (3): Weidenfeller; Piszczek, Sokratis, Ginter, Passlack (Rode Min. 100); Sahin (Weigl Min. 68); Castro, M. Götze, Larsen (Dembélé Min. 68), Emre Mor; A. Ramos. Técnico: Thomas Tuchel
(0) Union Berlin: Mesenhöler; Trimmel, Leistner, Puncec, Pedersen; Fürstner; F. Kroos, Parensen (Fürstner Min. 65); Hedlund (Skrzybski Min. 80); Zejnullahu, Quaner (Hosiner Min. 39). Técnico: Jens Keller
Placar: 1 – 0 Min. 44 Parensen (Contra), 1 – 1 Min. 81 Skrzybski.
ÁRBITRO: Jochem Drees (ALE) Cartões Amarelos: Parensen (Min. 55), Puncec (Min. 77), Fürstner (Min. 91), Trimmel (Min. 98).
INCIDENCIAS: Partida Válida Pela 2ª fase da DFB Pokal 2016/17. Estádio: Signal Iduna Park/Dortmund (Alemanha)

O Borussia Dortmund enfrentou o Union Berlin, no Signal Iduna Park, na cidade de Dortmund, em jogo válido pela segunda fase da DFB Pokal 2016/17, nessa quarta-feira (26). Os aurinegros enfrentaram nesta partida uma das sensações da segunda divisão alemã e queriam surpreender.

O duelo foi disputado e no tempo normal terminou em 1 a 1. O duelo seguiu para prorrogação e se manteve igual. Mas os aurinegros levaram a melhor na cobrança de pênaltis, vencendo por 3 a 0. O resultado garantiu o time de Thomas Tuchel nas oitavas de final do torneio, que será realizado somente no mês de fevereiro.

A próxima partida do Borussia Dortmund é contra o Schalke 04 nesse mesmo estádio no Rurhderby pela Bundesliga. Enquanto que o Union Berlin recebe o Fortuna Düsseldorf no Stadion An den Alten Försterei pela 2. Bundesliga, os jogos serão realizados no próximo sábado (29).

Dortmund para na retranca adversária, mas consegue seu gol no fim da primeira etapa

Atuando com uma equipe mais alternativa os aurinegros buscavam a classificação diante das sensações da segunda divisão alemã que foi disposto a surpreender. O duelo começou com quinze minutos de atraso, devido à briga entre os torcedores do time visitante com os policiais.

Os mandantes jogando ao lado da sua fanática torcida tiveram uma boa oportunidade com Adrián Ramos, o atacante colombiano recebeu ótimo passe, mas arriscou fraco para facilitar a defesa de Mesenhöler.

Depois Mario Götze que arriscou de fora da área, mas a bola desviou no zagueiro Leistner e saiu para tiro de canto. Mais tarde o camisa 10 apareceu mais uma vez e arriscou colocado, obrigando o goleiro Mesenhöler a praticar grande defesa.

Só que aos 44 minutos a equipe aurinegra abriu o marcador em jogada de contra ataque, Castro tocou para Götze em seguida passar para o garoto Larsen cruzar para o meio da área só que a bola desviou em Parensen e entrou para as redes, deixando os donos da casa em vantagem no marcador.

Skrzybski faz um belo gol e leva a partida para prorrogação

Na etapa final o time da capital saiu para o jogo e por pouco não empatou a partida aos 10 minutos no chute de Zejnullahu, o jogador kosovar pegou a sobra e arriscou com muito perigo ao gol de Weidenfeller.

O time da casa levou perigo quando chegava ao campo de ataque e desta vez foi com Gonzalo Castro, o volante arriscou ao gol e mandou pra fora.

Mas aos 36 minutos os berlinenses conseguiram o empate em cobrança de escanteio batido por Felix Kroos, a defesa afastou e a bola sobrou para Skrzybski arriscar em diagonal e marcar um belo gol na partida.

E por pouco os aurinegros não garantiram a vaga no tempo normal e aos 42 minutos Adrián Ramos tocou para Emre Mor, o turco entrou na área e arriscou na trave, quase decretando a classificação.

Duelo ficou igual e no tempo extra e os aurinegros conseguiram a classificação nos pênaltis

O jogo foi para o tempo extra e o time mandante quase fez o seu gol em cobrança de escanteio batido por Götze a bola foi na cabeça de Ginter que mandou ao gol, Busk fez a defesa e na sobra Ramos mandou em cima do arqueiro.

E os visitantes tiveram tudo para virar a partida, Skrzybski ganhou a disputa de bola de Weidenfeller e tocou para o meio da área, mas a marcação chegou a tempo de se recompor. Ainda o time da casa teve outra boa oportunidade nos pés de Castro só que o jogador isolou para longe.

Na cobrança de pênaltis os aurinegros levaram e melhor e acertaram todas as cobranças e venceu por 3 a 0 Dembélé, Ginter e Götze converteram as cobranças, e por outro lado o goleiro Weidenfeller pegou as cobranças de Felix Kroos e Fürstner e Hosiner mandou no travessão.