Monaco bate Villarreal com gol de Fabinho no fim e avança à fase de grupos da UCL

Donos da casa usam bem a vantagem da ida e garantem classificação

Monaco bate Villarreal com gol de Fabinho no fim e avança à fase de grupos da UCL
Foto: Valery Hache/AFP/Getty Images
Monaco
1 0
Villarreal
Monaco: Subasic; Raggi, Glik, Jemerson e Sidibé; Bakayoko e Fabinho; Dirar, Bernardo Silva e Lemar (João Moutinho, Min. 68); Germain (Carrillo, Min. 81). técnico: Leonardo Jardim
Villarreal: Asenjo; Gaspar, Musacchio, Victor Ruiz e Jose Angel (Jaume Costa, Min. 67); Trigueros, Bruno Soriano, Samu Castillejo e Roberto Soriano (N'Diaye, Min. 80); Borré (Leo Suárez, Min. 75) e Pato. técnico: Fran Escribá
Placar: 1-0, Fabinho, Min. 90
ÁRBITRO: Jonas Eriksson (SUE); cartões amarelos: Sidibé (Min. 25), Musacchio (Min. 83)
INCIDENCIAS: jogo de volta dos playoffs da uefa champions league 2016/17, realizada no stade louis ii, em monaco

Nesta terça-feira (23), Monaco Villarreal fizeram o jogo de volta da fase de playoffs da Uefa Champions League 2016/17, em partida realizada no Stade Louis II, no Principado. Jogando e se defendendo muito bem, os franceses venceram com um gol solitário de pênalti do brasileiro Fabinho e se juntaram a PortoLudogoretsLegia Varsóvia Celtic como os primeiros classificados dos playoffs para a fase de grupos. O Villarreal disputará a Uefa Europa League.

Agora o foco são os campeonatos nacionais. O Monaco terá um duelo para lá de difícil no próximo domingo (28), às 15h45, quando recebe o PSG no Stade Louis II. O Submarino Amarelo também terá um jogo complicado, quando recebe também no domingo, só que às 17h15, o Sevilla.

Jogo equilibrado e placar zerado

O começo de jogo foi bem movimentado na França, com o Submarino Amarelo ficando bem mais tempo com a bola, porém criando praticamente nada. Por outro lado, o Monaco, mesmo ficando menos tempo com a bola no pé, chegava com mais objetividade, principalmente pelas laterais, conseguindo finalizar, mesmo que na maioria das vezes o chute saia sem direção.

A primeira ótima chance da primeira etapa saiu apenas aos 33', quando Nabil Dirar, que, ao lado de Bernardo Silva, conseguia criar as melhores chances da equipe francesa, cruzou da direita de primeira e Thomas Lemar chegou finalizando de primeira, quase rasteiro e Asenjo defendeu em dois tempos, quase frangando e complicando ainda mais a situação da equipe espanhola.

O Submarino Amarelo só conseguiu chegar com realmente muito perigo aos 39', quando a bola sobrou no meio do campo para Bruno Soriano, que deu ótimo passe em profundidade para Rafael Santos Borré, que recebeu, saiu cara a cara com Subasic e finalizou com a parte externa do pé, mas o arqueiro dos donos da casa defendeu e deixou o placar zerado após 45 minutos jogados no Stade Louis II.

Monaco se fecha muito bem, Fabinho marca e confirma classificação da equipe francesa

Precisando desesperadamente de dois gols, os espanhóis foram com tudo em busca do gol o mais rápido possível. Logo aos 2', Alexandre Pato recebeu na esquerda, passou para Santos Borré, que cortou a marcação, invadiu a área e finalizou de canhota, mas pegou muito embaixo da bola e a bola foi por cima do gol de Subasic.

O grande problema para o Submarino Amarelo era o próprio adversário. O Monaco fazia um jogo taticamente, principalmente na parte defensiva, simplesmente perfeita, fechando muito bem os espaços e não deixando o Villarreal criar chances para tentar reverter a dificílima situação que tinha. Bernardo Silva era o principal jogador da equipe francesa na partida em todos os aspectos.

No final do jogo, com a situação praticamente liquidada, o Monaco puxou contra-ataque rápido pela esquerda e a bola chegou em Sidibé, que cruzou e a bola bateu nas costas de Musacchio, mas o árbitro marcou pênalti. O brasileiro Fabinho cobrou com total perfeição, no alto, com força, e confirmou a classificação francesa para a fase de grupos da Uefa Champions League.