⁠⁠⁠⁠⁠Neymar comemora estreia pelo PSG e deixa Barça no passado: "Estou mais vivo do que nunca"

Com um gol e uma assistência, craque brasileiro tem estreia de destaque diante do Guingamp

⁠⁠⁠⁠⁠Neymar comemora estreia pelo PSG e deixa Barça no passado: "Estou mais vivo do que nunca"
Foto: C. Gavelle/PSG

Neymar teve uma grande estreia pelo Paris Saint-Germain, no encerramento da segunda rodada da Ligue 1. O camisa 10 anotou um gol e deu bela assistência para Cavani, na vitória por 3 a 0 diante do Guingamp, neste domingo (13). Tal desempenho lhe rendeu o prêmio de melhor jogador da partida.

O PSG possui seis pontos em dois jogos. A equipe da capital está na segunda colocação pelos critérios de desempate. Outras cinco equipes estão 100% na competição. O próximo duelo do Paris será diante de sua torcida, domingo, 16h, contra o Toulouse.

Em entrevista concedida após o jogo, Neymar analisou sua atuação, destacando que segue na mesma posição, mas com função diferente: “Muito feliz pelo primeiro jogo, primeira vitória e primeiro gol. Eu me senti muito bem dentro de campo, contente. A posição é praticamente a mesma, claro que busquei mais a bola, mais movimentação por dentro, que nosso treinador gosta, mas me senti muito cômodo.

Claro que em entrosamento, falta um pouco ainda, a gente se conhecer melhor, isso é com o tempo, com os jogos. Já me sinto em casa, bem à vontade”, disse ao SporTV.

Ao microfone da BeIN Sports, Neymar elogiou o grupo: “O PSG é uma grande equipe, por isso que aceitei esse grande desafio. Hoje eu me senti muito feliz dentro de campo. Cavani é um grande centroavante, um grande craque. Di María é outro craque, os brasileiros já os conhecia a um bom tempo. Temos um meio de campo que é fantástico. Espero que a gente possa entrosar ainda mais.

Ao Canal +, o atacante brasileiro comentou sua saída do Barcelona. “Estou tranquilo. Eu sabia que seria muito difícil sair do Barça, mas estou feliz de estar aqui. As pessoas pensam que deixar o Barcelona é morrer, mas não, é o contrário: estou mais vivo do que nunca. Eu estou feliz. Só o país, a cidade e o time que mudam, mas o futebol é o mesmo”, finalizou.


Share on Facebook