Bonaventura marca golaço à lá Ronaldinho, Milan vence Pescara e assume terceiro lugar

Meia cobra falta por baixo da barreira, Donnaruma faz defesas importantes e Diavolo entra no G-3; visitantes seguem em situação complicada

Bonaventura marca golaço à lá Ronaldinho, Milan vence Pescara e assume terceiro lugar
Foto: Divulgação/Milan
Milan
1 0
Pescara

O Milan sofreu, mas conseguiu vencer o Pescara no estádio San Siro, em Milão, neste domingo (30), em partida válida pela 11ª rodada da Serie A. À lá Ronaldinho Gaúcho e Andrea Pirlo, especialistas em bolas paradas, o meia Giacomo Bonaventura marcou um golaço em cobrança de falta, mandando a bola por baixo da barreira, e deu o triunfo por 1 a 0 aos rossoneri.

Com o resultado, o Milan assume a terceira colocação na tabela de classificação, com 22 pontos, e entra no G-3, grupo que dá vaga à Uefa Champions League 2017/18. Já o Pescara permanece na 17ª colocação, com apenas sete pontos, próximo à zona de rebaixamento.

Na próxima rodada, o Diavolo visitará o Palermo no próximo domingo (6), ao meio-dia (de Brasília). No mesmo dia, mas mais cedo, o Pescara receberá o Empoli em jogo direto pela luta contra a degola.

Primeiro tempo morno e sem gols

Surpreendentemente, a partida começou com o Pescara melhor em campo, marcando a saída de bola e com vantagem territorial. O Milan por sua vez, tentava manter a sua identidade, mas errava muitos passes e não conseguia atacar com perigo.

No entanto, o jogo não teve grandes chances nos primeiros minutos, com muitos erros das duas equipes quando chegavam próximos ao gol adversário. A primeira chance mais clara surgiu aos nove minutos com Caprari que arriscou chute de média distancia, mas mandou pra fora.

A primeira ocasião do Milan foi com Bonaventura que chutou de fora da área, mas nas mãos de Bizarri. O Diavolo chegou novamente, mas com mais perigo, quando Suso fez boa jogada pela direita e cruzou na área, mas Bacca não conseguiu desviar com força para o gol.

No final, o Diavolo teve duas chances: a primeira foi com De Sciglio que aproveitou rebote de escanteio e chutou forte, mas Bizzarri fez boa defesa em dois tempos. Depois, Suso cruzou na área e Niang cabeceou na trave, no rebote, Bacca tentou o cabeceio, mas a defesa do Pescara conseguiu afastar o perigo.

Milan sofre, mas marca e garante vitória

O segundo tempo começou bem mais agitado e logo aos quatro minutos o Milan conseguiu abrir o placar com Bonaventura que cobrou falta por baixo da barreira com muita categoria. Em seguida, o Pescara chegou e conseguiu marcar um gol, mas Benali estava em posição de impedimento quando venceu Donnarumma.

Dois minutos mais tarde, o Diavolo chegou com Niang que fez jogada pela esquerda e tocou para o meio da área, Bacca antecipou a defesa e chutou na trave, no rebote, Coda tirou o perigo.

Com a vantagem no placar, o Milan aos poucos foi deixando a posse de bola com o Pescara que por sua vez, não conseguia efetivamente assustar a defesa rossonera. Mas os visitantes conseguiram chegar com perigo com Memushaj que cabeceou pra fora.

O Pescara chegou novamente em chute de fora da área de Memushaj, mas o meia foi impedido de marcar por uma linda defesa do goleiro Donnarumma. O Milan respondeu em cobrança de falta que Pasalic de frente para o gol, cabeceou mal e desperdiçou chance clara.

No minutos finais, o jogo ficou mais tenso e as duas equipes mostravam cansaço, mas também muita determinação e por isso, erravam demasiadamente tanto no ataque, quanto na defesa. O Pescara teve outro gol anulado de Manaj que aproveitou rebote de Donnarumma, mas o atacante estava em posição ilegal.

Já nos acréscimos, Caprari recebeu lançamento longo e deu um leve toque na bola, mas Donnarumma salvou o resultado novamente e assim o Milan garantiu mas uma vitória na competição.