De Sentimenti a Brignoli: a história dos goleiros que marcaram gols na Serie A

Goleiro do Benevento se junta a uma lista de goleiros a terem marcado pela elite do futebol italiano

De Sentimenti a Brignoli: a história dos goleiros que marcaram gols na Serie A
Foto: Paolo Manzo/NurPhoto via Getty Images

O empate do Benevento diante do Milan, que garantiu o primeiro ponto da equipe recém promovida a Série A, veio de forma épica graças ao gol de cabeça do goleiro Alberto Brignoli aos 94 minutos. O arqueiro, de 26 anos, pertencente à Juventus desde 2015, passa a integrar uma lista seleta que incluí vários goleiros que já alcançaram o mesmo feito. 

Lucidio Sentimenti: O precurssor

Foto: Divulgação/SS Lazio
Foto: Divulgação/SS Lazio

Lucidio Sentimenti nasceu em 1920 e foi um dos principais goleiros do futebol italiano nos anos 40 e 50. Em uma família onde quatro de seus cinco irmãos se tornaram jogadores e após se destacar no Modena, foi contratado pela equipe da Juventus em 1942, onde permaneceu até 1949, quando foi vendido para a Lazio. Em sua carreira 'Cochi', como era apelidado, sempre se destacou por ser um goleiro que compensava sua baixa estatura com segurança, inteligência e que não se limitava a jogar apenas dentro de seua área, muitas vezes antecipando seus oponentes.

Pela Juventus, marcou um gol na temporada 1945/46 jogando na linha. Já em 1949, marcou três vezes cobrando pênaltis, já com a camisa da Lazio, onde fez 170 jogos. Por conta de suas boas atuações, foi convocado pela Azurra para o mundial de 1950, no Brasil e jogou na derrota diante da Suécia por 3 a 2. No jogo seguinte, contra o Paraguai, o goleiro titular foi Giuseppe Moro. Sentimenti veio a falecer em 2014, aos 94 anos.

Antonio Rigamonti: Cobrador oficial de pênaltis pelo Como

Foto: Reprodução

Antonio Rigamonti teve carreira discreta no futebol italiano, sendo sempre marcado por ter sido o substituto de Enrico Albertosi no Milan, na época em que o titular da Azurra no mundial de 1970 foi punido por ter participado do Totonero, esquema de manipulação de resultados no futebol italiano nos anos 80. Rigamonti teve passagens pela Atalanta e Cremonese, até chegar ao Como, onde viveu o melhor período de sua carreira.

Giuseppe Martioro, que treinou o Como entre 1973 a 1975, designou o goleiro para ser o cobrador de pênaltis oficial do clube. Rigamonti marcou 3 gols na Serie B na temporada 1974/75, onde o clube foi vice campeão e outros três na Serie A em 1975/76, onde o Como, que retornou após 20 anos a elite do futebol italiano, foi rebaixado. Suas boas atuações o colocaram no Milan, onde foi durante muito tempo reserva de Albertosi, até sair em 1980 para a equipe do Varese, passando ainda por Terranova, Cremonese, Messina e Akragas, onde terminou sua carreira. 

Michelangelo Rampula: O primeiro a marcar um gol com bola em jogo

 Adam Davy/EMPICS via Getty Images)
Adam Davy/EMPICS via Getty Images)

Nascido na Sicília, Michelangelo Rampula é conhecido por seu vínculo de amizade com Marcelo Lippi, treinador campeão do mundo com a Itália em 2006 e que atualmente comanda a seleção da China. Após uma temporada com a equipe amadora do Pattese, Rampula se transferiu para o Cesena e em seguida para o Varese, até chegar ao Cremonese em 1985, onde escreveu seu nome na história do clube. 

A equipe do Cremonese havia sido promovida a Serie A para a temporada 1991/92. Na 22ª rodada, o time estava lutando contra o rebaixamento e jogava diante da Atalanta. O placar era 1 a 0 para a La Dea, gol do brasileiro Carlos Bianchezi de pênalti. Faltando poucos minutos para o fim do jogo, o goleiro se aventurou na área e como um legítimo centroavante, cabeceou para marcar o empate da sua equipe, que não evitou a queda para a Serie B.

Porém, suas boas atuações, renderam a ele um contrato com a Juventus, onde jogou até 2002, tendo sido boa parte do tempo reserva de goleiros como Peruzzi, Van der Sar e Buffon. Atualmente é preparador de goleiros da seleção chinesa e já foi, em 2016, presidente do Cremonese entre julho e outubro, até receber a proposta do velho amigo Marcelo Lippi para se unir a sua comissão técnica na China. 

 

Massimo Taibi: De fracasso em Manchester a ídolo no Reggina

Foto: Matthew Ashton/Getty Images
Foto: Matthew Ashton/Getty Images

Massimo Taibi chegou ao Manchester United com uma difícil missão em 1999: suceder Peter Schmeichel, que havia se transferido para o Sporting Lisboa. Com passagens por Piacenza, Milan e Como, chegou inicialmente como alternativa para os lesionados Mark Bosnich e Raymond Van der Gouw. Em sua primeira partida, foi nomeado o homem do jogo na vitória diante do Liverpool, mas após falha bisonha, em despretensioso de Matt Le Tissier, perdeu a vaga de titular e não teve mais chances no clube inglês, sendo emprestado a Reggina em janeiro de 2000. 

Após ser contratado em definitivo pelo clube italiano, Taibi protagonizou um momento histórico ao marcar diante da Udinese em abril de 2001, assim como Rampulla, de cabeça, após sua equipe estar perdendo por 1 a 0. Após a Reggina, Taibi jogou por Atalanta e Torino, até se aposentar no Ascoli em 2009.

Marco Amelia: primeiro e único goleiro italiano a marcar em competições Uefa

Com passagem destacada pelo Livorno, Marco Amelia, campeão mundial com a Itália em 2006 e que defendeu as cores de Palermo, Genoa, Milan, entre outros clubes, marcou um gol na Copa da Uefa, atual Uefa Europa League, na temporada 2006/07 pelo Livorno, na fase de grupos, diante do Partizan em partida realizada em Belgrado, Sérvia. A equipe italiana foi eliminada pelo Espanyol na fase de 16 avos de final da competição.

 

E o gol de Francesco Toldo? 

Há uma grande polêmica sobre o "gol" marcado pelo goleiro italiano pela Internazionale na temporada 2002/03 diante da Juventus, que na verdade, não existiu. Os bianconeri venciam com um gol de pênalti marcado por Del Piero aos 49 do segundo tempo. Seis minutos depois, Toldo foi para área e após confusão em escanteio envolvendo Buffon e Vieri, a bola resvalou no joelho do jogador, tocou no caído Vieri e foi para o fundo das redes. A Juventus se sagraria campeã italiana daquela temporada, com a Inter sendo a segunda colocada.