Atlético vence América sem dificuldades e enfrentará Cruzeiro na final do Mineiro
Fábio Santos abriu o placar (Foto: Bruno Cantini/Atlético-MG)

O Atlético venceu o América por 2 a 0 neste domingo (25), na Arena Independência, e garantiu sua ida à decisão do Campeonato Mineiro. O Galo possuía a vantagem de jogar por um empate após o triunfo por 1 a 0 no jogo de ida das semifinais, mas não utilizou o recurso. Os gols do triunfo atleticano foram marcados por Fábio Santos e Elias.

Com a classificação, a equipe alvinegra enfrentará o Cruzeiro na fase final da competição. A Raposa venceu o Tupi de Juiz de Fora por 2 a 1, em partida ocorrida no Mineirão.

Foi o Galo quem teve a primeira chance de gol da partida. Logo no minuto inicial Luan recebeu a bola próximo a trave após boa jogada de Otero pelo lado esquerdo, mas finalizou mal. A equipe alvinegra iniciou o jogo priorizando o toque na saída de bola, uma das filosofias priorizadas pelo técnico Thiago Larghi. Aos seis minutos, Cazares também acionou Luan em lance parecido ao anterior; O atacante cabeceou bem, mas Jory, goleiro que faz sua segunda partida pelo time titular do América, fez boa defesa. 

Os minutos seguintes mostraram uma disputa travada no meio-campo, de pouco poderio ofensivo das equipes: o Atlético esperava por jogadas de ataque do América para tentar possíveis contra-ataques, mas o time verde-negro não conseguia construir lances efetivos para levar perigo a defesa do Galo. Somente aos 12 minutos o Coelho conseguiu finalizar com Rafael Moura, que após cruzamento de Norberto, cabeceou por cima da meta do goleiro Victor. A equipe de Enderson Moreira passou então a apostar na disputa aérea, buscando como opções He-Man e o atacante Luan, mas sem sucesso. 

Aos 27 minutos, Cazares sofreu falta de x na entrada da área e cobrou com efeito no ângulo direito do goleiro americano, que realizou grande defesa. O América ainda tentou pressionar com jogadas efetuadas nas laterais do campo, com uma tabela entre Giovanni e Luan até chegar a linha de fundo, mas Fábio Santos vetou as chances dos jogadores. 

Quando a partida chegou aos acréscimos, o Coelho teve a sua melhor chance: David cobrou escanteio pela esquerda e Rafael Lima cabeceou na primeira trave. Victor fez grande defesa próximo a linha, e despertou dúvidas quanto a validade da meta. A primeira etapa terminou com desentendimentos entre jogadores e membros da comissão técnica das duas equipes. 

O segundo tempo começou sem muitas surpresas. O Atlético não pressionava a saída de bola do América, deixando o Coelho avançar a linha intermediária para tentar um contra-ataque. E assim aconteceu o primeiro tento da equipe de Thiago Larghi. Aos seis minutos da etapa complementar  Luan desarmou Zé Ricardo e tocou para Ricardo Oliveira. O atacante flutuava na área durante toda a jogada e conseguiu bela enfiada para Fábio Santos, que mandou para o fundo do gol de Jory. 

Após o gol, o time americano mostrou-se desorganizado em campo, e teve dificuldades para reagir e formular novas jogadas. Apenas aos 21 minutos Serginho recebeu um lançamento na esquerda, avançou para a área adversária e chutou, mas a bola subiu além do gol de Victor. Aos 32 minutos , o Elias fez o gol que fechou a vitória alvinegra e levou o Atlético à final do Campeonato Mineiro. Em outro contra-ataque intenso, Cazares fez bela arrancada pelo meio e achou Elias. O volante finalizou na saída de Jory, anulando as chances de defesa do goleiro. 

Nos minutos finais, o jogo não apresentou jogadas de risco. A equipe do Coelho já não conseguia mais reverter a situação, já que precisaria de três gols para se classificar. Ao final da  partida Luan ainda tomou o cartão vermelho por reclamação excessiva e comportamento exaltado contra jogadores do Atlético. 

VAVEL Logo