Roberto Fernandes novamente
esconde escalação, mas afirma ter time preparado: “Chegamos preparados e motivados”
FOTO: Divulgação / Clube Náutico Capibaribe.

Em contagem regressiva para o fim do Campeonato Pernambucano 2018, Náutico e Central fazem o segundo jogo da final nesse domingo (8) na Arena Pernambuco. O técnico Roberto Fernandes, decidiu continuar com jogo duro sobre a escalação do timbu, apenas revelando minutos antes da partida, assim como no primeiro jogo em Caruaru. Mas garantiu que quem entrar vai estar preparado, assim como quem entrar durante o jogo, e enfatizou o “ganhar o jogo” no detalhe.“No futebol o mais importante não é como começa, mas como termina o jogo. Muitas vezes a equipe que constrói a vitória não é a equipe que inicia o jogo”, disse Roberto.

O time alvirrubro apesar de jogar em casa, não tem vantagem no placar. Em caruaru, a partida terminou em empate sem gols, mas o retrospecto do timba jogando em casa, se caracteriza como uma possível vantagem por jogar com o apoio da torcida.

Com 100% de aproveitamento como mandante no Pernambucano, o técnico falou sobre postura da equipe para o jogo e afirma que não haverá mudanças. “Eu vou mudar o que? Então o modelo de jogo, a postura de jogo, a atitude de jogo foi o que trouxe o náutico até aqui com 100% de aproveitamento, não muda nada, pode mudar uma peça, mas a peça que mudar, ela entra com mesmo intuito, não se pode fugir disso.”, afirmou o comandante.

Completando 1000 dias no comando da equipe, somando todas as suas passagens por Pernambuco, Roberto ressaltou a importância do título e a conversa com os atletas sobre essa importância para o torcedor e a instituição. “A gente tem procurado passar isso para os atletas, passo-a-passo, todos os dias, desde o começo do campeonato, tanto que em determinados momentos, dentro da competição, ouvíamos que se a equipe do náutico é líder por qualidade técnica, é uma equipe que é guerreira, não desiste nunca, e isso foi plantado. Os atletas sabem a importância para o clube de muitíssima tradição, a importância de um título para o náutico.”, disse o técnico.

“Se pegarmos no Nordeste, equipes que tem obrigação de vencer o estadual, como Bahia, Vitória, ABC, América de Natal, Ceará e Fortaleza, elas não estão a tanto tempo quanto o Náutico, sem ganhar títulos, se forem perceber, então essa consciência de que vencer existe. Nada vai nos pressionar mais, com a ciência do fato, você fica imune a influência externa, então o apoio do torcedor vai ser fundamental. Temos uma equipe adversária que está na final por merecimento, experiente tanto com jogadores, como com o técnico.”, finalizou sobre o assunto.

Sobre desfalque, o técnico ressaltou apenas um jogador confirmado. O volante Josa, que está com uma lesão no joelho. Em relação a Breno Calixto, a possível condição de atuar no jogo é difícil. O zagueiro se recupera de um problema muscular. “O náutico foi uma das equipes que mais utilizou jogadores no estadual, e terminou em primeiro lugar, na fase de classificação. A confiança no grupo existe, chegamos na final motivados e preparados.”, finalizou Roberto Fernandes.

Possível escalação do Timbu para a decisão: Bruno no Gol; Tiago Ennes e Kevyn (ou Gabriel Araújo) nas Laterais; Camutanga e Camacho na Zaga; Negretti e Wendel (ou Jobson) e Wallace Pernambucano no Meio; Rafael Assis (ou Junior Timbó), Ortigoza e Robinho no ataque.

 

VAVEL Logo