Buscando virada histórica, Vasco recebe Bahia pelas oitavas de final da Copa do Brasil

Gigante da Colina precisa reverter vantagem de três gols; Esquadrão de Aço pode perder por até dois tentos de diferença

Buscando virada histórica, Vasco recebe Bahia pelas oitavas de final da Copa do Brasil
(Foto: Carlos Gregório Jr/Vasco.com.br)
Vasco
Bahia
Vasco: Martín Silva; Lenon, Breno, Ricardo Graça e Ramon; Leandro Desábato e Andrey; Yago Pikachu, Wagner e Giovanni Augusto; Andrés Ríos (Evander).
Bahia: Anderson; Flávio, Tiago, Lucas Fonseca e Léo; Gregore e Elton; Zé Rafael, Régis e Élber; Edigar Junio.
ÁRBITRO: Rafael Traci (PR-CBF).
INCIDENCIAS: Partida válida pelo jogo de volta das oitavas de final da Copa do Brasil, disputada no estádio de São Januário, no Rio de Janeiro.

A Copa do Mundo chegou ao seu fim e a temporada do futebol brasileiro já recomeça nesta segunda-feira (16). São Januário será o palco do duelo entre Vasco da Gama e Esporte Clube Bahia, pelo jogo de volta das oitavas de final da Copa do Brasil

A partida de ida, disputada na Fonte Nova, em Salvador, acabou com uma vitória incontestável da equipe baiana por 3 a 0. Agora, o time carioca precisa repetir o placar, ou a diferença de gols, para levar o confronto para disputa de penalidades máximas. Caso vença por quatros gols de vantagem, se classifica. Ao Tricolor, o empate ou até uma derrota por dois gols será suficiente para classificação. 

Virada é a meta do Vasco e se expor é a consequência 

Não é todo dia que se tira uma diferença de três gols. Para que esse objetivo seja alcançado, o Vasco deve contar com algumas novidades na sua equipe titular. Entre elas, está o goleiro Martín Silva

Após disputar a Copa pela Seleção do Uruguai, o capitão do Gigante da Colina está de volta e vai para o jogo, já que Fernando Miguel atuou na competição pelo Vitória e por isso não pode entrar em campo mais. Lenon é a outra novidade. O lateral-direito contratado junto ao Guarani fará sua estreia oficial pelo Alvinegro. 

+ Yago Pikachu cita necessidade de gols do Vasco contra Bahia: “Vamos nos expor”

A grande dúvida fica por conta da presença ou não do centroavante Andrés Ríos. De contrato renovado até o final do ano, o argentino é incógnita para o confronto já que voltou a treinar somente essa semana. Caso o camisa 9 não vá a campo, Evander deve atuar na posição.

Foto: Rafael Ribeiro/Vasco
Foto: Rafael Ribeiro/Vasco

 Jorginho comentou suas opções com o atacante e com o meia, e ressaltou que apesar de não participar da intertemporada, Ríos se cuidou. Ele elogiou Evander no quesito finalização e disse que o jovem pode atuar na função de atacante. 

“Temos duas possibilidades, e isso é bom. Ríos não participou da intertemporada, mas se preocupou em não ficar parado. Ele está muito bem, fez bons treinos. O Evander mostrou que tem uma finalização muito forte e pode fazer o papel de atacante. Os dois têm chance”

Confirmar vantagem e se reeguer após vice é objetivo do Bahia

Depois do 3 a 0 no jogo de ida, o Bahia chega com uma certa tranquilidade para o segundo jogo no Rio de Janeiro. Podendo perder por dois gols de diferença, o time de Enderson Moreira é o favorito para avançar no confronto, o que não quer dizer que vá confirmar a vantagem. 

+ Lateral-direito Bruno é apresentado no Bahia: ''Mereço estar aqui''

Nino Paraíba é um dos reforços para o Tricolor de Aço. O lateral-direito que não pôde atuar no segundo jogo da final da Copa do Nordeste por suspensão, volta ao time para o duelo. 

O atacante Kayke e o goleiro Douglas seguem fora da equipe. O primeiro segue em fase de transição e ficou apenas na academia neste domingo (15), enquanto o segundo fez trabalho de fisioterapia e um leve exercício físico no gramado. 

Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia
Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia

A intensidade do treino comandado por Enderson Moreira foi grande. Ele fez ajustes táticos na equipe e treinou muitas bolas paradas. Faltas laterais, frontais e alguns escanteios, que podem ser arma da equipe. No fim das atividades, o elenco treinou cobranças de pênalti também. 

Para o goleiro Anderson, o Bahia tem que esquecer a vantagem e ir para cima. Ele contou que o elenco conhece o técnico do Vasco e precisa marcar em cima para poder sair com a classificação. 

“A gente tem que jogar para cima, não pode esperar muito a equipe do Vasco. A gente conhece o Jorginho, sabe que a equipe dele busca ter a posse de bola a todo momento para sair jogando e chegar no ataque. É marcar lá em cima, fazer o que o professor vem pedindo e buscar vencer”.