Com direito a "lei do ex", Santos e Palmeiras empatam em clássico movimentado no Pacaembu
Clássico entre Santos e Palmeiras foi o primeiro jogo pós Copa (Foto: Cesar Greco/SE Palmeiras)

Com direito a "lei do ex", Santos e Palmeiras empatam em clássico movimentado no Pacaembu

Jogo que teve emoção apenas nos últimos minutos foi marcado por muitos amarelos

vv_cunha
Victor Cunha
SantosVanderlei; Victor Ferraz, Davd Braz, Gustavo Henrique e Dodô; Alison, Jean Mota e Eduardo Sahsa (Copete, min. 83); Bruno Henrique, Rodrygo (Yuri Alberto, min. 66) e Gabriel
PalmeirasWeverton; Marcos Rocha, Antônio Carlos, Edu Dracena e Diogo Barbosa; Felipe Melo, Bruno Henrique e Lucas Lima (Artur, min. 86); Gustavo Scarpa, Hyoran (Jean, min. 76) e Willian (Deyverson, min. 76)
Placar0-1, min. 6, Lucas Lima. 1-1, min 74, Gustavo Henrique
ÁRBITRODewson Freitas da Silva, auxiliado por Helcio Araujo Neves e Heronildo Freitas da Silva, ambos do Pará. Cartões amarelos: Lucas Lima (min. 6), Felipe Melo (min. 14), Alison (min. 24), Jean Mota (min. 31) Rodrygo (min. 43), Deyverson (min. 43), Antônio Carlos (min. 55), Hyoran (min. 61), Gustavo Scarpa (min. 73) e Gabriel (min. 84)
INCIDENCIAS13ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro, disputada no Pacaembu para 26.000 pessoas

Protagonistas de grande jogos, cheios de rivalidade nos últimos anos, Palmeiras e Santos fizeram, às 20h da última quinta-feira (19), um jogo sonolento durante quase todos os 90 minutos da partida, com exceção dos últimos 10 minutos.

O placar final foi 1 a 1, Lucas Lima fez valer a lei do ex e abriu o placar para o alviverde. Gustavo Henrique empatou o jogo para o alvinegro praiano e assim ficou o jogo, válido pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro.

+ Acompanhe tudo sobre o Campeonato Brasileiro na VAVEL Brasil

Durante a partida foram mostrados 10 cartões amarelos, sendo 5 para cada equipe. O jogo teve cerca de 26.000 presentes, um bom público para o clássico disputado no Pacaembu.

Lei do ex nunca falha; Palmeiras na frente no primeiro tempo

O clássico da saudade começou com David Braz cabeceando pra fora e assustando o goleiro Weverton, que estava no jogo por conta da suspensão de Jailson e da lesão de Fernando Prass. Após isso, o Palmeiras mostrava sua força. Em contra-ataque, o time alviverde lançou Willian na direita, que driblou seu marcador e tocou pra Lucas Lima.

O camisa 20 palmeirense teve o tempo de arrumar o corpo, olhar Vanderlei e bater no canto esquerdo, no pé da trave, para abrir o placar contra seu ex-clube. Na comemoração, Lucas bateu no símbolo do Palmeiras em sua camisa e mostrou seu número pra torcida, o que lhe rendeu um cartão amarelo.

Foto: Flickr/Palmeiras
Foto: Flickr/Palmeiras

Com a vantagem, o Palmeiras passou a apostar nos contra ataques, dando a bola para a equipe santista, que pouco criou. Sasha conseguiu cabecear uma bola para o meio da área, mas Gabriel não conseguiu chegar nela e a viu sair pela linha de fundo. Perto do final do jogo, o Palmeiras arrumou uma boa trama ofensiva.

Hyoran puxou contra ataque, onde  abola sobrou pra Lucas Lima, que tocou para Willian. O atacante palmeirense devolveu para Lucas, que deixou Hyoran cara a cara com Vanderlei. O meia bateu para uma boa tirada de um defensor santista. No rebote, Lucas Lima bateu pra boa defesa de Vanderlei.

Santos volta melhor e consegue empate

O primeiro lance de perigo depois do intervalo ficou por conta do Palmeiras. Hyoran recebeu a bola sozinho dentro da área, mas bateu por cima do gol, perdendo a chance de ampliar o placar. E a saga dos cartões amarelos continuou. Antônio Carlos aos 10 minutos, Hyoran aos 16 e Gustavo Scarpa aos 28 foram os que receberam. O último, por fazer a falta que gerou o gol santista.

Na cobrança, a defesa palmeirense tirou. No rebote Victor Ferraz devolveu para a área, a bola desviou no Felipe Melo, pegou o travessão e voltou limpa para Gustavo Henrique empatar o jogo. O gol consolidava um domínio alvinegro no jogo, tendo a maioria das poucas chances de gol.

Foto: Ivan Storti/Santos FC
Foto: Ivan Storti/Santos FC

Nos últimos minutos o jogo ficou 'lá e cá', com Santos e Palmeiras abertos, cedendo espaços e oportunidades para seus adversários. A mais clara delas foi de Artur, aos 47 minutos. Em uma bola levantada na área, Deyverson desviou para trás e Artur ficou sozinho com a bola e o gol, na pequena área. O atacante, que estava caindo, acertou a trave e perdeu a chance de levar os 3 pontos para o Palmeiras.

O Santos volta a campo contra a Chapecoense, na Arena Condá, no próximo domingo (22), às 19h. Já o Palmeiras volta aos gramados contra o Atlético Mineiro, às 16h, no Allianz Parque. Ambos os jogos serão pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro.

VAVEL Logo

Santos FC Notícias

há 16 horas
há 24 dias
há 24 dias
há 25 dias
há um mês
há um mês
há um mês
há 2 meses
há 2 meses
há 2 meses
há 2 meses