Paulo Turra elogia elenco do Palmeiras para a chegada de Felipão: "Jogadores muito bons"
Paulo Turra comandando o time do Palmeiras na Bahia (Foto: César Greco/Ag Palmeiras/Divulgação)

Paulo Turra elogia elenco do Palmeiras para a chegada de Felipão: "Jogadores muito bons"

Auxiliar do novo técnico do Palmeiras ficou à beira do gramado no jogo das quartas de final da Copa do Brasil

vv_cunha
Victor Cunha

O Palmeiras viajou até a Bahia, na última quinta-feira (02), para enfrentar, na Arena Fonte Nova, o Bahia pelas quartas de final da Copa do Brasil. Em um jogo muito físico, o resultado foi um 0 a 0, que deixa a decisão para o jogo de volta, no Allianz Parque, que ocorre no próximo dia 16 de Agosto.

Paulo Turra, auxiliar de Felipão, foi o comandante do time na Bahia. E o ex-jogador, que teve passagens no Palmeiras, comentou a atuação de sua equipe, ressaltando que sempre esteve em sintonia com Felipão, que será apresentado amanhã, dia 03, no Palmeiras: "A gente sempre esteve em sintonia com o professor Luiz Felipe. Todos os trabalhos a gente comunicava ele, falava com ele. E dentro desse modelo de jogo que nós tivemos, nos buscamos nos jogos do Palmeiras e o time sempre teve bons resultados, sempre foi um time forte nesse aspecto. Então dentro disso, a gente optou por jogadores mais experientes, nessa formação, com Deyverson, que é uma das características das equipes do professor (Felipão), assim a gente conversou com ele e viu vídeos dele e dentro do perfil da equipe acredito que a gente teve sucesso, porque o Deyverson foi muito bem. No meio enquanto o Moisés esteve bem a gente conseguiu dar conta do recado".

Para Turra, o VAR é um processo de evolução, mas que ainda precisa de paciência para começar a funcionar: "Nós temos que ter a paciência e ter o discernimento de que todo o começo tem sua dificuldade. E com o VAR não é diferente. Daqui a pouco eles vão errar a favor, vão acertar, mas a gente que tá num processo de evolução, é muito interessante saber que tem esse recurso. Enquanto isso a gente vai dar uma amenizada, não ficar falando muito sobre isso".

Turra explica que aina é cedo para se falar em a torcida sentir as mudanças da troca de comissão técnica, e que isso deve vir com o tempo de trabalho de Luiz Felipe Scolari: "Como tudo, sempre tem que ter um processo de evolução, de mudança de plataforma de jogo, mas nós temos 4 meses até o início de dezembro que é quando acaba o Campeonato Brasileiro. Mas dentro disso ai nós temos um equipe muito boa, de muita qualidade e dentro do modelo de jogo que o professor trabalha e também dentro do que em dois treinos apenas nessa semana, pode-se dizer que nós temos um caminho muito legal pela frente, com muito trabalho e dedicação. Temos boas possibilidades, mas é cedo ainda, temos só dois dias de trabalho".

O auxiliar técnico elogiou muito os jogadores que, com apenas dois treinos, assimilaram bem o modelo de jogo que a nova comissão quer colocar: "São jogadores muito bons, inteligentes e absorveram muito rápido o que eu passei pra eles. Dentro disso aí, numa situação de pegar a equipe com 2 treinos apenas, conseguimos manter um equilíbrio defensivo muito bom, com o adversário criando pouco. Os nossos zagueiros não correram muito, porque estavam bem protegidos. E lógico que coma a qualidade que nós temos, com as características do jogadores que nós temos de lado e o Deyverson, que de lento ele não em nada, nós conseguimos bons contra ataques. Mas é um começo, é apenas um início de trabalho que com a chegada do professor vai evoluir muito".

Por fim, Turra se diz muito agradecido pela oportunidade de treinar o Palmeiras junto com Felipão, além da chance de ficar à beira do gramado em um jogo oficial. O auxiliar também contou que o novo técnico do Palmeiras está ansioso para chegar ao clube e iniciar seu trabalho: "Pra mim é um prazer enorme ter essa oportunidade de trabalhar com o professor Felipe e ter a oportunidade na estreia de trabalhar num clube tão grande como é o Palmeiras, com jogadores espetaculares e a torcida espetacular que nós temos. É um orgulho muito grande. O professor tá muito ansioso. Fazia tempo que eu não via ele com tanta empolgação. Ele ligou pra gente todo dia, após os treinos, de noite, a gente comentava sobre os trabalhos, sobre todos os detalhes. Ele tá muito motivado, por toda a história que ele tem no futebol, por toda a história que ele tem no Palmeiras e por saber que ele vai pegar um grupo de jogadores muito bons".

O próximo jogo do Palmeiras é fora de casa, na Arena Independência, contra o América-Mg. O jogo irá ocorrer no próximo domingo (05), às 16h.

 

 

 

 

VAVEL Logo