Mano Menezes não vê terra arrasada após eliminação do Cruzeiro: "Não vamos ter astral baixo"
(Foto: Vinnicius Silva/Cruzeiro E.C)

Mano Menezes não vê terra arrasada após eliminação do Cruzeiro: "Não vamos ter astral baixo"

Equipe foi eliminada pelo Boca Juniors no Mineirão com o placar agregado de 3 a 1 

leo-moura
Leonardo Almeida

Sem faltar luta e entrega, o Cruzeiro foi eliminado pelo Boca Juniors após empate por 1 a 1 nesta quinta-feira (5), no estádio Mineirão, pelas quartas de final da Libertadores. A equipe celeste saiu na frente no segundo tempo com um gol de Sassá. Pavón empatou nos acréscimos para os argentinos e decretou a eliminação da Raposa. Na coletiva com os jornalistas, Mano Menezes fez um balanço desta quartas de final.

"Quando ficou definido que íamos enfrentar o Boca, sabíamos que seriam dois jogos grandes, difíceis pela qualidade do adversário, mas que também tínhamos condições de passar. Dois grandes, um vai passar, outro vai ficar. Gostaria que só o jogo dentro de campo determinasse a passagem, pois aí estaríamos aqui parabenizando o adversário, como sempre fizemos. Há de saber perder. Mas não foi o que vimos nos 180 minutos. Todo mundo sabe o que aconteceu em Buenos Aires. Foi tão absurdo que, numa decisão inusitada, a Conmebol liberou o Dedé para o jogo de volta, ou seja, assumiu o erro lá. O placar lá seria outro se não tivéssemos um jogador a menos em boa parte do jogo. O adversário tem qualidade, se aproveitou", expressou.

Com a eliminação, restam agora duas competições para o Cruzeiro, a final da Copa do Brasil contra o Corinthians e o restante do Campeonato Brasileiro. O comandante do Cruzeiro garante que não vai faltar foco para esta reta de final de ano.

"Não vamos ter astral baixo. A gente vai ter a dor da perda. O resultado de uma eliminação tem que ser sentido por nós de uma maneira diferente de quando a gente vence. Futebol é assim. Temos que ser inteligentes para saber fazer a análise correta", frisou.

Apesar da eliminação, a torcida do Cruzeiro reconheceu o esforço dos atletas e continuou cantando e aplaudindo a equipe no fim da partida. Na próxima semana, o Cruzeiro fará o primeiro jogo da decisão da Copa do Brasil em Belo Horizonte e o treinador do Cruzeiro espera mais um show dos torcedores.

"Torcedor do Cruzeiro foi brilhante no estádio. Não temos nada para reclamar, somente para elogiar. Eles (torcedores) nos ajudou muito, entendeu até as dificuldades que estávamos tendo. A entrega dos jogadores foi na mesma proporção e foi por isso que eles aplaudiram a equipe no final. Aquilo foi um gesto de carinho para com os jogadores e é esse gesto que vai nos dar mais força para o jogo contra o Corinthians", finalizou.

MEDIA: 5VOTES: 1
VAVEL Logo