Fusão! Presidente do Bragantino confirma negociações avançadas com Red Bull Brasil
Foto: Divulgação / Red Bull Brasil 

Fusão! Presidente do Bragantino confirma negociações avançadas com Red Bull Brasil

Marco Chedid afirmou que o acordo terá prazo indeterminado e que a tradição do Massa Bruta será mantida 

isabella-molina
Isabella Molina

O presidente do Bragantino, Marquinho Chedid¸ confirmou que existem negociações avançadas para uma parceria do clube com o Red Bull Brasil, que afirmou que não irá se manifestar sobre o caso.

A parceria visa a disputa da Série B do Campeonato Brasileiro. O Red Bull está sendo pressionado pela matriz para que dispute a principal divisão nacional, mas o clube, até o momento, não joga nenhuma divisão do Brasileiro. O time pretende usar a visibilidade da equipe de Bragança Paulista, que disputa a Série B e alegou falta de recursos financeiros.

Caso a sociedade seja confirmada, a Red Bull, empresa gestora, será a responsável por injetar recursos e contratar jogadores.

De acordo com Chedid, a parceria é necessária para que o clube não desapareça.

“Tem dois caminhos: ou você faz uma virada com um grande investidor ou você vai desaparecer. Hoje, nossa visão é de não cair na Série B. Com um grande investidor, vamos lutar para subir”, afirmou o presidente.

O dirigente ainda acrescentou que muitos clubes tradicionais têm acordos com investidores para conseguirem se manter.

“ O Marco Chedid não é eterno. O Bragantino tem que ser. Qual visão que eu tenho? Tenho que estar um passo à frente. E haverá uma redução de clubes no nosso estado. Vários clubes de tradição, como o Mogi Mirim, não resistiram. Se não mudar a filosofia com relação ao futebol, não aguenta. Ninguém mais toca sozinho o futebol. Os investimentos são absurdos”, continuou.

O presidente até comparou a parceria com a que o Palmeiras tem com a Crefisa.

 "A Crefisa banca lá. O futebol está assim. Não posso chegar para a cidade e cobrar do torcedor dinheiro. Não vira mais isso. Não podemos sacrificar o torcedor e a cidade. O torcedor quer ver o time vencendo, não quer saber de onde vem o dinheiro. Eu não tenho vaidade. Eu quero ver o Bragantino forte", garantiu.

O presidente também falou sobre os planos de disputar a Copa Sul-Americana e a Libertadores.

"A Red Bull tem dois times de Fórmula 1, tem três times internacionais (Alemanha, Áustria e Estados Unidos). Em alguns anos, se Deus quiser, estamos na (Copa) Sul-Americana, quem sabe na Libertadores. É um projeto audacioso”, almejou.

Chedid afirmou que o investimento será de R$ 45 milhões neste ano e que o prazo do contrato é indeterminado, mas ainda falta acertar alguns detalhes para que a negociação seja concluída.

"Prazo do contrato é indeterminado. Faltam detalhes de como será feito. A arena está no projeto, as melhorias no estádio. Eles vão investir R$ 45 milhões neste ano. Quer mais do que isso? É muito dinheiro", disse. 

O fechamento do acordo deverá ser confirmado até o fim desta semana, segundo o dirigente do Bragantino.

O que muda com a parceria?

Nome e uniformes

Caso a negociação se confirme, o clube passará a se chamar Red Bull Bragantino.

As cores usadas serão as mesmas do Braga: preto e branco, e a empresa gestora aparecerá como patrocinadora máster. Já o terceiro uniforme, será vermelho.

Centro de treinamento e partidas

O CT do Toro Loko fica em Jarinu e os jogos são mandados no Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas. Com a parceria, o time continuará treinando no mesmo local, mas mandará as partidas no Estádio Abi Chedid, em Bragança Paulista e o Leão da Zona ganhará um novo CT.

A tendência é que, no começo, os dois elencos sejam mantidos. O principal deverá disputar a Série B do Brasileiro e o “elenco B” jogará a Copa Paulista.

Tradição do Massa Bruta

Apesar dessas mudanças, Chedid garantiu que o acordo não irá afetar a tradição do Bragantino, clube que revelou os técnicos Vanderlei Luxemburgo e Carlos Alberto Parreira.

VAVEL Logo