Com emoção! Grêmio bate Internacional nos pênaltis e conquista bicampeonato gaúcho
Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Com emoção! Grêmio bate Internacional nos pênaltis e conquista bicampeonato gaúcho

Nas penalidades, placar do clássico terminou em 3 a 2 para equipe da casa

ritielimoura
Ritieli Moura

Após dois jogos terminados em 0 a 0, o Grêmio superou o Internacional nos pênaltis no clássico Gre-Nal de número 420, realizado na Arena, e ficou o  Bi-campeonato Gaúcho. A equipe tricolor terminou a competição invicta, com o melhor ataque, 38 gols marcados, e melhor defesa, com apenas um g sofrido

Com a bola rolando, o jogo foi pegado na Arena, como já é de se esperar de um Gre-Nal. As equipes começaram com visível nervosismo, que causava erros de passes e muitas faltas. Só no primeiro tempo, foram quatro cartões amarelos para o Inter e um para o Grêmio.

O principal lance da etapa inicial foi aos 15 minutos, quando Everton mandou de fora da área, Marcelo Lomba espalmou e André colocou para dentro, mas a arbitragem marcou impedimento. Após o árbitro de vídeo ser consultado, a invalidade do lance permaneceu. O Inter assustou aos 36, com Guerrero, que cabeceou para boa defesa de Paulo Victor.

No segundo tempo o Grêmio começou em cima, mas foi o Colorado que deu o primeiro susto. Edenilson partiu para a individualidade, deixou a marcação para trás e avançou pela esquerda, mas finalização parou em Paulo Victor, que mandou para escanteio. Na cobrança, Nico López colocou na cabeça de Moledo, que também parou no goleiro gremista.

Aos 15 minutos a Arena do Grêmio explodiu como se fosse gol, mas era Luan que estava voltando ao time após alguns dias afastado. O camisa 7 entrou no lugar de Jean Pyerre após afastado dos gramados.

O momento de maior tensão da segunda etapa começou aos 22 e se estendeu por pelo menos mais oito minutos. Cortez caiu na área após dívida com Parede, inicialmente o lance seguiu, mas o árbitro acionou o VAR e marcou pênalti. O lance gerou grande confusão, que resultou na expulsão de D'Alessandro, que mesmo no banco de reservas reclamou e levou cartão vermelho. Ainda antes da cobrança, Odair Hellmann também foi pra rua após discussão com o quarto árbitro. O técnico colorado se recusou a sair e foi levado pela PM até o vestiário.

Finalmente André foi para a cobrança. O atacante gremista bateu no canto esquerdo e Marcelo Lomba caiu para fazer a defesa. No rebote, Geromel mandou pra fora. Após toda a confusão, o Grêmio ainda tentou resolver na primeira etapa. Aos 49, Everton limpou a marcação e mirou o ângulo, mas bola foi para fora. No minuto seguinte, Luan deixou para o camisa 11, que entrou na área e mandou na trave. A decisão ficou para as penalidades máximas.

Camilo foi o primeiro a bater, mandando do lado esquerdo para Paulo Victor fazer a defesa.

Em seguida, Tardelli mandou no canto direito, por baixo de Lomba.

Rafael Sobis mandou do lado esquerdo, fazendo o primeiro do Inter.

O placar das penalidades ficou igual quando Everton mandou para fora.

Guerrero também fez o dele, mandando no lado direito.

Na vez de Matheus Henrique, a bola entrou no canto direito.

Também no canto direito foi o chute de Victor Cuesta, defendido por Paulo Victor.

Michel também arriscou no lado direito e parou na defesa de Lomba.

Nico López trocou o canto, mas também parou no goleiro gremista, que caiu no canto esquerdo para defender.

A decisão ficou nos pés de André. O atacante mandou no canto direito, garantindo o título ao Grêmio.

VAVEL Logo