Carille explica fúria com árbitro: "Ele me chamou de vagabundo"
(Foto: Divulgação / Agência Corinthians)

Na derrota do Corinthians por 1 a 0 para o Santos, na Vila Belmiro, pela nona rodada do Campeonato Brasileiro, o técnico Fábio Carille ficou bastante irritado com o árbitro Wagner Nascimento dos Magalhães, segundo o treinador, pela má educação do juiz.

"A gente sabe que jogar aqui é sempre muito difícil. O lance do Avelar não estava impedido, que o Clayson termina com o gol. A orientação é esperar o lance acontecer para ir para o VAR. Ele levantou (a bandeira) lá. Depois, dá impedimento de tiro de meta. É coisa que não pode acontecer, isso é o básico do futebol. Fui lá e, em 153 jogos hoje pelo Corinthians, foi a primeira vez que aconteceu. Uma coisa feia. Mas eu fui lá numa boa, e ele foi muito sem educação comigo. Por isso aconteceu tudo aquilo", explica Carille.

Em imagens captadas pelas TV Globo, Fábio Carille apontou o dedo para Wagner, o acusando logo em seguida.

Carille: "Ele me chamou de vagabundo"

Apesar do momento de fúria, o treinador corinthiano aproveitou a coletiva para elogiar sua equipe apesar da derrota.

"Nosso começo foi bom, começamos a trocar passes no campo deles. Depois, o Santos começou a dominar o jogo. Fomos infelizes em tomar o gol. Essa parada vai ser muito importante para mim, poder trabalhar com calma", pontua o treinador.

O Corinthians aproveitará a parada para a Copa América com período de trabalhos. Na volta do Brasileirão, o Timão encara o CSA, dia 14 de julho (domingo), pela décima rodada, na Arena Corinthians.

VAVEL Logo