Invicto em casa há seis rodadas, CSA mira reabilitação diante do Corinthians
Foto: Matheus Pimenta/RCortez/CSA

Em um período recente, nunca a vitória foi tão desejada por CSA e por Corinthians. Em opostas situações na tabela de classificação do Campeonato Brasileiro da Série A 2019, a conquista de um triunfo pode ajudar nas pretensões de cada um nesta reta final da temporada. Enquanto os alagoanos precisam somar pontos para escapar do rebaixamento, os paulistas entram em campo com o objetivo de não abrir maior desvantagem para garantir uma vaga na fase de grupos da Taça Libertadores da América.

Na noite desta quarta-feira (30), os dois times entram em campo e medem forças às 21h30 no Estádio Rei Pelé, o Trapichão, em Maceió/AL. O confronto será válido pela 29ª rodada da competição nacional. Invicto como mandante há seis partidas, o Azulão do Mutange visa manter o bom retrospecto para não se complicar ainda mais na zona de rebaixamento. O time soma 26 pontos e ocupa o antepenúltimo posto. Em contrapartida, o Timão não vence há seis rodadas e está na sexta colocação, com 45 pontos, no limite do G-6.

O histórico de confronto entre as equipes é curto e completamente favorável ao Alvinegro do Parque São Jorge. São quatro jogos com quatro vitórias corinthianas, com dez gols marcados e apenas três sofridos. No confronto disputado no turno, o Timão venceu por 1 a 0 na Arena Corinthians, com gol marcado por Vagner Love.

Pequenas modificações

A surpreendente postura diante do Flamengo, mesmo com a derrota simples, deixou o grupo azulino satisfeito. Considerado um jogo em que seria facilmente goleado, a equipe do CSA mostrou valentia e não balançou as redes do Maracanã por simples detalhes. O desempenho motiva os atletas a contar com o apoio do torcedor no meio da semana para mais um duelo complicado, contra uma equipe de altíssimo investimento, estrutura e elenco.

O duelo contra o Corinthians disputado em São Paulo marcou a estreia do técnico Argel Fucks. Em três meses à frente do Azulão do Mutange, foram 20 pontos conquistados e alguns fatores que demonstram evolução, como os seis jogos em casa seguidos com pontos somados, além de balançar as redes em oito dos últimos 11 jogos. Para a partida, Argel segue sem contar com o volante Naldo e o atacante Alisson Safira, enquanto o lateral-esquerdo Carlinhos sente dores na coxa e pode não jogar. Em contrapartida, o goleiro Jordi, o volante João Vitor, o meia Didira e o atacante Héctor Bustamante estão de volta e podem ser usados pelo treinador.

Foto: Augusto Oliveira/RCortez/CSA
Foto: Augusto Oliveira/RCortez/CSA

Em entrevista após o jogo contra o Flamengo, o treinador marujo continuou a afirmar que o time só depende das próprias forças para permanecer na elite do futebol brasileiro e que, para o time conquistar os pontos necessários, o torcedor precisa comparecer em massa para apoiar a equipe e tornar o ambiente difícil ao adversário.

“Precisamos lotar o Trapichão. Será uma partida contra outro grande clube que é o Corinthians, mas, na nossa casa. É pegar sua bandeira e sua camisa do Azulão e dar um voto de confiança aos jogadores que estão representando a instituição de uma forma espetacular. Continuamos dependendo de nós. Temos mais algumas partidas dentro de casa, é fundamental fazermos esse dever de casa. Criar uma atmosfera que o torcedor já vem criando, fazer o torcedor jogar junto, fazer com que o adversário sinta a pressão”, explicou.

Alertados contra o perigo

O retrospecto é favorável, a diferença em estrutura, investimento e qualidade técnica é eminente, mas tudo isso pode ficar na teoria se não houver um jogo qualificado e superior nos 90 minutos. Para evitar o perigo de ser surpreendido e permanecer no jejum de resultados positivos, o Corinthians vem com o sinal de alerta ligado para a partida diante do CSA. A equipe empatou contra o Santos no último fim de semana, caiu para o sexto lugar e viu o rival São Paulo abrir distância na disputa por uma vaga direta na fase de grupos da Taça Libertadores da América.

Foto: Rodrigo Gazzanel/Agência Corinthians
Foto: Rodrigo Gazzanel/Agência Corinthians

Não é o fato do CSA estar na zona de rebaixamento, desesperado por uma vitória, que o jogo será fácil. O técnico Fábio Carille não poderá contar com dois de seus principais atacantes. Enquanto Boselli cumpre suspensão automática, Vagner Love está no departamento médico. Ambos sequer viajaram. Com isso, Gustavo Henrique será utilizado como principal referência ofensiva. No desembarque da equipe em Maceió/AL, o centroavante deixou bem claro que todo o elenco sabe da dificuldade de enfrentar o CSA na capital alagoana.

“Carille nos deixou bem alerta, sabemos que será um jogo difícil, truncado, de bastante força física. Não podemos dar mole, tem que entrar concentrado para conseguir a vitória. Todo jogo a gente entra em campo em busca dos três pontos. Esse não é diferente. A pressão que a gente leva é a mesma desde o início do Brasileiro. Sabemos que não temos feito grandes jogos, mas a equipe não tem deixado de correr, de se dedicar, buscar o resultado, que infelizmente não tem vindo”, afirmou.


CSA – João Carlos; Dawhan, Alan Costa, Luciano Castán e Euller; João Vitor, Nilton, Jonathan Gómez e Apodi; Ricardo Bueno e Warley. Técnico: Argel Fucks.

Corinthians – Cássio; Fagner, Manoel, Gil e Danilo Avelar; Ralf e Sornoza; Pedrinho, Mateus Vital e Clayson; Gustavo Henrique. Técnico: Fábio Carille.

Arbitragem de campo – Rafael Traci (CBF/SC), auxiliado por Éder Alexandre (CBF/SC) e por Johnny Barros de Oliveirea (CBF/SC), com José Ricardo Vasconcellos Laranjeira (CBF/AL) como quarto árbitro

Arbitragem de vídeo (VAR) – Wagner Reway (FIFA/PB), auxiliado por Adriano Barros Carneiro (CBF/CE) e por Oberto da Silva Santos (CBF/PB)

VAVEL Logo