No apagar das luzes, Grêmio cede empate ao Ituano e se afasta do G-4
Foto: Fernando Roberto Teixeira/Ituano FC

Em duelo válido pelo Campeonato Brasileiro da Série B, o Grêmio ficou no empate contra o Ituano, no interior de São Paulo. A equipe gremista vencia o confronto até os acréscimos, quando cedeu o empate ao time paulista.

Ataque contra defesa

Início de partida bastante movimentado pelos dois lados. O Galo de Itu jogava com os blocos altos, na esperança de conseguir retomar a posse de bola ainda no campo de ataque e exercer maior pressão. O Grêmio, por outro lado, buscava sair jogando, trabalhando a bola de pé em pé e chamando os pontas, utilizando a referência no ataque com Diego Souza — que mal mal tocou na bola. Apesar da grande vontade e da história deste confronto, os donos da casa ofereceram mais perigo no primeiro terço de jogo, com três boas chegadas.

Na base da pressão, o Ituano seguiu oferecendo perigo para o gol gremista. Depois de um ótimo lançamento de quase do meio campo, pela ponta direita, a bola chegou até a entrada da área para Gerson Magrão. O camisa 10 nem dominou, apenas esperou o quique da bola e bateu direto pro gol, mas parou no arqueiro Brenno, que bem posicionado, fez ótima defesa. Na sequência, nova investida do Galo de Itu, mas a conclusão passou longe. A equipe gaúcha tentava criar, acionar os corredores laterais, mas não tinha êxito, errava passes cruciais e a defesa adversária também fazia muito bem o seu serviço.

Foto: Divulgação/Brasileirão Série B
Foto: Divulgação/Brasileirão Série B

Com o relógio batendo os trinta minutos da primeira etapa, a pressão dos donos da casa não cessava e quando com a posse de bola, tinham uma imensa liberdade para progredir no campo de ataque. Aylon, depois de uma retomada de bola próximo ao meio campo, recebeu e acelerou para o ataque. Chegando na área, um belo arremate de longa distância assustando o goleiro Brenno. Pouco tempo depois, em cobrança de escanteio, Bernardo Schappo subiu no terceiro andar e acertou uma ótima cabeçada, mas novamente Brenno, bem posicionado, evitou o primeiro gol do jogo. O tricolor não conseguia oferecer perigo ao adversário, não conseguia passar do meio campo com controle da bola e sofreu inúmeros contra-ataques.

A partida era de completo controle dos donos da casa e chegando nos minutos finais, num lançamento para dentro da área, o atacante fez o pivô e Rafael Pereira chegou batendo de primeira e a bola passou arrancando uma casquinha da trave. No último lance do jogo, após pressão gremista no ataque, a bola sobrou para Bitello, que bateu colocado e a bola passou bem perto do gol — melhor e única chance gremista na partida.

Muita intensidade e empate justo

Com o início do segundo tempo, a postura gremista era completamente o oposto da primeira etapa, enquanto o Ituano continuou partindo para cima do adversário. Logo nos primeiros minutos, o Galo de Itu chegou com uma bola na trave. O tricolor respondeu logo na sequência, em um lançamento pela ponta esquerda, Diego Souza dominou no peito e após o primeiro quique, bateu para o fundo do barbante, abrindo o placar para os visitantes. Estando à frente do placar, a confiança dos jogadores gremistas cresceu e passaram a se lançar mais ao campo de ataque.

Depois das substituições no intervalo, o Grêmio marcou e cresceu na partida, se tornando mais estável e menos afobado. O Ituano, que jogava melhor, sentiu o baque do gol adversário e não oferecia tanto perigo como anteriormente. O meio campo já não era território de um time só, passou a ficar disputado e mais favorável para o tricolor, que criava com mais tranquilidade. No entanto, o jogo começou a paralisar bastante, devido à grande quantidade de faltas cometidas.

A partida atingia mais de trinta minutos da segunda etapa e o jogo, com o placar e a intensidade dos jogadores, se fazia cada vez mais nervoso e ansioso. As equipes tinham muita vontade, mas não eram efetivas. Muitos erros de passes, transições mal feitas e falta de capricho no último passe. Com isso, O Galo de Itu teve enormes problemas de chegar ao ataque com chances de conclusão, acaba matando o próprio contra-ataque nas tentativas de conectar o passe final ao atacante.

Com a partida já em seus minutos finais, o clube gaúcho fechou a casinha e inibiu as investidas dos donos da casa. Quando com a posse da bola, o objetivo era mantê-la no campo de ataque, mas sem tanta eficiência, já que a pressão era alta e o medo de um possível gol de empate amedrontava a equipe. Porém, no apagar das luzes, depois de tanto ficar no quase, Lucas Natã recebeu dentro um passe de cabeça, após cruzamento da ponta esquerda e de primeira, colocou no fundo das redes. Desta vez, não deu para Brenno.

Foto: Divulgação/Brasileirão Série B
Foto: Divulgação/Brasileirão Série B

Situação das equipes e próximos confrontos

Com o empate sofrido no apagar das luzes, o Grêmio fica na sexta posição com 11 pontos, dois abaixo do G-4. O Ituano assume a nona colocação com 9 pontos, quatro abaixo do G-4.

O Grêmio volta a campo na quinta-feira (19), contra o Criciúma em Porto Alegre, às 19h. Já o Ituano, enfrenta o Operário no sábado (21), em Ponta Grossa-PR, às 11h. Ambos pela Série B do Campeonato Brasileiro.

VAVEL Logo