Diego marca no fim, Flamengo vira sobre Vitória e garante vaga na fase de grupos da Libertadores

Baianos abrem o placar com Carlos Eduardo, mas Rafael Vaz e Diego - aos 50' do segundo tempo, garantem virada para os rubro-negros cariocas, que se classificam direto para a fase de grupos; apesar da derrota, Vitória permanece na Série A

Diego marca no fim, Flamengo vira sobre Vitória e garante vaga na fase de grupos da Libertadores
Foto: Gilvan de Souza/Flamengo
Vitória
1 2
Flamengo
Vitória: Fernando Miguel; Patric, Kanu, Ramon e Tallyson; Uillian Correia, Zé Welison e Yago (Neilton, min. 37' 2T); Carlos Eduardo (André Lima, min. 14' 2T), Danilinho e Kieza (Caique de Sá, min. 24' 2T)
Flamengo: César; Pará, Léo Duarte, Rafael Vaz e Trauco; Cuéllar (Geuvânio, min. 37' 2T) e Arão; Everton Ribeiro, Diego e Lucas Paquetá (Vinícius Jr., min. 14' 2T); Felipe Vizeu (Lincoln, min. 39' 2T)
Placar: 1-0, min. 40', Carlos Eduardo 1-1, min. 30' 2T, Rafael Vaz 1-2, min. 45+4' 2T, Diego
ÁRBITRO: Dewson Fernando Freitas da Silva, assistido por Helcio Araújo Neves e José Ricardo Guimarães Coimbra | Cartões Amarelos: André Lima, min. 22' 2T (VIT); Diego, min. 29' 2T (FLA); Caique Sá, min. 39' 2T (VIT); Lincoln, min. 42' 2T (FLA); Uillian Corrêa, min. 45+4' 2T (VIT) Cartão Vermelho: Caique Sá, min. 47' 2T (VIT)
INCIDENCIAS: Partida válida pela 38ª rodada do Campeonato Brasileiro, realizada no Estádio Barradão, na Bahia | Público presente: 30.140 pessoas

Foi com emoção, mas o Flamengo está confirmado na fase de grupos da Libertadores da América 2018. Atuando fora de casa, o rubro-negro carioca venceu o Vitória neste domingo (3) no Barradão, terminando a 38ª rodada do Brasileirão na sexta colocação, com 56 pontos; mesmo com a derrota, o time de Vágner Mancini escapou do rebaixamento, ficando na 16ª posição com 43 pontos.

Carlos Eduardo, ex-Fla, marcou para os donos da casa, mas Rafael Vaz Diego - este aos 50' do segundo tempo, garantiram o placar de 2 a 1 para os visitantes, que se classificaram diretamente para a fase de grupos da Libertadores.

Nesta quarta-feira (6), o Flamengo ainda tem a busca pelo título da Copa Sul-Americana, diante do Independiente no Estádio Libertadores de América, em Avellaneda, às 21h45. O confronto de volta acontece no Maracanã dia 13, no mesmo horário.

Carlos Eduardo aplica 'Lei do Ex' e Vitória vai ao intervalo em vantagem

Poupando Juan e com os desfalques do lesionado Réver e do suspenso Rhodolfo, Rueda escalou Léo Duarte Rafael Vaz como dupla de zaga. Pelo lado baiano, o artilheiro Tréllez e o líder em assistências, David, também foram desfalques.

Aos 16', o Flamengo teve a a primeira boa oportunidade: Trauco cruzou rasteiro na pequena área, mas Felipe Vizeu não conseguiu finalizar. Na sequência, os donos da casa chegaram com perigo com Patric, que finalizou à queima-roupa para ótima defesa de César.

O cronômetro marcava 33' quando mais uma vez o centro-avante visitante teve nova oportunidade de gol. Everton Ribeiro deu belo passe para Vizeu, mas o atacante finalizou à direita da meta defendida por Fernando Miguel.

Empurrados pela torcida, o Vitória conseguiu abrir o placar no Barradão já aos 40'. Carlos Eduardo, que atuou no Flamengo em 2013, recebeu na grande área; o meia aproveitou espaço dado por Rafael Vaz e finalizou sem chances para César.

Diego foi mal mais uma vez e teve primeiro tempo apático | Foto: Gilvan de Souza/Flamengo
Diego foi mal mais uma vez e teve primeiro tempo apático | Foto: Gilvan de Souza/Flamengo

Diego vira no último minuto e garante Fla na fase de grupos da Libertadores

Sem mudanças, as equipes retornaram para a etapa complementar. Precisando do resultado para se garantir de forma direta à Libertadores, o Flamengo se alçou ao ataque em busca da virada.

Aos 7', Diego recebeu na intermediária, fintou e finalizou com o pé direito, passando rente à trave esquerda de Fernando Miguel. Sem criatividade, ambas as equipes pecavam na armação de jogadas, e a partida ficou truncada no meio-campo.

Sobrou então para Vinicius Júnior resolver para o Flamengo. O jovem recebeu na ponta esquerda, driblou a marcação e cruzou para Arão; o volante ajeitou para Rafael Vaz, que finalizou no ângulo, empatando a partida aos 30'. 

De criticado o ano todo a decisivo: Vaz marcou o gol de empate e se emocionou no apito final | Foto: Gilvan de Souza/Flamengo
De criticado o ano todo a decisivo: Vaz marcou o gol de empate e se emocionou no apito final | Foto: Gilvan de Souza/Flamengo

A partida já se encaminhava para o fim, quando quis o destino colocar Diego novamente como protagonista. A atuação apática do camisa 35 durante os 90 minutos foi deixada de lado, quando o mesmo se responsabilizou para cobrar a penalidade infantil cometida por Uillian Correia.  

A final da Copa do Brasil, perdida justamente após cobrança errada de Diego, voltou a passar pela cabeça do camisa 35. No entanto, desta vez, o craque rubro-negro escolheu a batida de segurança, fuzilou no meio do gol de Fernando Miguel e colocou o Flamengo na fase de grupos da Libertadores.

Diego agradeceu aos céus após selar a vitória rubro-negra; meia não vem de boas atuações nas últimas partidas | Foto: Gilvan de Souza/Flamengo
Diego agradeceu aos céus após selar a vitória rubro-negra; meia não vem de boas atuações nas últimas partidas | Foto: Gilvan de Souza/Flamengo