Henrique Dourado encerra 2017 como artilheiro do Campeonato Brasileiro

Na melhor temporada da carreira, Dourado se tornou o artilheiro do Campeonato Brasileiro com 18 gols

Henrique Dourado encerra 2017 como artilheiro do Campeonato Brasileiro
Henrique Dourado se torna o quinto artilheiro do Fluminense em Campeonatos Brasileiros

Na melhor temporada da carreira, Henrique Dourado pode colocar no currículo um feito para se orgulhar. Com 18 gols marcados, o atacante terminou o Brasileirão 2017 como artilheiro do torneio - ao lado do corintiano Jô, que não atuou na última rodada. É a primeira vez que o camisa 9 atinge o feito, tendo também ficado atrás de Fred, em 2014, quando defendia o Palmeiras.

Dourado também isolou o Fluminense como clube com maior número de artilheiros nos pontos corridos. Fluminense e Santos empatavam neste quesito, ambos com três artilheiros: os cariocas tinham Washington (2008) e Fred (2014 e 2016), enquanto os paulistas tem Kleber Pereira (2008), Borges (2011) e Ricardo Oliveira (2015). Henrique Dourado isolou o Tricolor no quesito.

Antes dos pontos corridos entrarem em ação, Magno Alves também foi artilheiro em 2000. Dourado se tornou o quinto artilheiro do Fluminense na história dos Campeonato Brasileiros. E com o término da edição 2017, tratou de valorizar sua briga com Jô, do Corinthians, no qual disputou gol a gol até a última rodada.

"Sei que do lado de lá tem um grande atacante, o Jô, que pelos seus méritos está na briga. Vamos ver o que vai acontecer até o fim do campeonato. O Corinthians já podia pensar nisso no último jogo, estavam todos buscando o Jô, porque todos têm esse objetivo de deixá-lo como artilheiro. E quando eu tiver oportunidade de fazer gol, espero também ajudar a equipe, porque é um dos meus objetivos ser artilheiro", disse o atacante.

Henrique Dourado despontou como artilheiro em Campeonato Brasileiro na Portuguesa antes de chegar ao Palmeiras. E finalmente veio a recompensa. Em forma reconhecimento, advindo dos gols. Em 2014, ele foi o artilheiro do clube alviverde no Brasileirão, com 16 gols.

Foi no Palmeiras também que Henrique Dourado tornou-se o "Ceifador". Em um jogo contra o Sampaio Correa, pela Copa do Brasil, fez o gesto que simula cortar a cabeça dos adversários pela primeira vez. A torcida gostou e a marca pegou. Em seguida, o artilheiro teve uma experiência no futebol português, uma passagem apagada pelo Cruzeiro.