Hygor reconhece baixo desempenho e define atuação do Náutico como: "lamentável"

Equipe do Timbu teve sua primeira derrota no ano por goleada, frente ao Central em Caruaru

Hygor reconhece baixo desempenho e define atuação do Náutico como: "lamentável"
(Foto:Léo Lemos/Náutico)

O primeiro jogo fora de casa do Náutico pelo Campeonato Pernambucano, 42h após a vitória sobre o América (PE) por 3 a 2 na Arena de Pernambuco, não foi nada bom. Os alvirrubros tiveram que digerir um contundente 3 a 0 contra a Patativa, no Estádio do Lacerdão. O Timbu apresentou um futebol fraco e de pouca criatividade ofensiva. Outro fantasma que reapareceu foi o baixo desempenho defensivo, com falhas claras durante toda a partida.

Na saída do campo, atletas também reconheceram o futebol pobre e o domínio do time caruaruense.

"A equipe deles foi melhor, foi merecedor e eles ganharam o jogo", disse Jefferson. Além do arqueiro alvirrubro, outro que falou pouco foi o meia Clebinho, que entrou durante a partida.

"Fizemos uma partida um pouco abaixo e pagamos o preço". Gabriel Araújo reclamou das recorrentes falhas no sistema defensivo, que teve participação direta também em lances de gol nesse início de temporada.

"Falha boba de novo. A gente vem batendo na mesma tecla. Nós tomamos gols por nós mesmos", bradou o lateral. Hygor, um dos líderes do grupo e homem de confiança do técnico Roberto Fernandes, foi quem mais se pronunciou no término do confronto.

"Hoje foi lamentável a nossa atuação. A evolução que a gente vinha tendo em equipe e individual de cada jogador, não foi colocada em prática. Eu não sei se é o desgaste de todos os jogos, jogadores jogando de dois em dois dias, eu não sei o que aconteceu. Eu sei que isso não é desculpa, mas realmente a atuação da equipe, tanto coletiva quanto individual, foi lamentável", concluiu.