Barty acaba com freguesia contra Svitolina e conquista WTA Finals
Foto: Divulgação/WTA

Pela primeira vez desde 2014, a número um do mundo se sagra campeã do WTA Finals. Estreando no torneio que reúne as oito melhores tenistas do ano, a #1 Ashleigh Barty bateu a atual campeã #8 Elina Svitolina por dois sets a zero, parciais de 6/4 e 6/3, em 1h28, em Shenzhen, na China. A partida deste domingo (3) foi a primeira que Barty venceu em seis confrontos contra a ucraniana.

No começo da decisão, as duas tenistas dominaram a partida no saque, e nenhum deuce chegou a acontecer nos oito primeiros games. No nono, no saque de Barty, Svitolina oportunizou o primeiro break point, que foi salvo pela australiana. No décimo, a ucraniana chegou a salvar dois set points, mas cedeu o saque pela primeira vez na partida e perdeu a parcial: 6/4, em 45 minutos.

Svitolina conseguiu sua primeira quebra na partida no terceiro game, mas, com uma queda de ritmo e intensidade viu Barty vencer três games seguidos e abrir 4/2. Com os serviços menos confiáveis, a partida passou a ser mais mental. Mais agressiva, a australiana conseguiu superar a consistência da rival com muita variação nos golpes e subidas a rede - no segundo set, fez 11 a dois em winners.

Mesmo jogando abaixo do que mostrou durante todo o torneio, a atual campeã conseguiu sua segunda quebra no sétimo game e, quando sacou para empatar a parcial no oitavo, chegou a salvar dois break points e teve dois game points, mas não teve a força no saque que mostrou na semifinal, e acabou quebrada pela quarta vez no dia. Assim, vencendo os seis últimos pontos da partida, Barty fez 6/3, em 43 minutos, e garantiu seu quarto título no ano.

Barty teve 30 winners na partida, contra somente oito de Svitolina, e 26 erros não-forçados, o dobro da ucraniana. A atual campeã, que somou 16 aces na partida semifinal contra Bencic, conseguiu apenas dois na decisão e encaixou apenas 55% de primeiros serviços em quadra, fator determinante para a vitória da número um do mundo.

Mesmo terminando 2019 na sexta colocação do ranking e com duas semifinais de Slam na conta, Svitolina passa um ano sem vencer um título pela primeira vez desde 2012 - a decisão em Shenzhen foi a única da ucraniana nesta temporada. Já Barty fecha o ano com quatro títulos - Miami, Roland Garros, Birmingham e WTA Finals - e com 7.851 pontos somados, mais de 1.900 acima da #2 Karolina Pliskova. A australiana ainda entra em quadra na próxima semana, na decisão da Fed Cup entre Austrália e França.

VAVEL Logo