Keys atropela Riske em Adelaide 2 e vence primeiro título desde 2019
Foto: Divulgação/Adelaide International

Coroando uma semana de alto nível de tênis, a #87 Madison Keys dominou a #57 Alison Riske na decisão do WTA 250 de Adelaide 2, na Austrália. A ex-top 10 venceu a final estadunidense com parciais de 6/1 e 6/2, em apenas 1h08, na madrugada deste sábado (15). Este foi o sétimo confronto entre elas, e a sexta vitória de Keys.

Keys chegou a Adelaide com seu pior ranking desde 2012, mas mostrou todo o seu potencial durante a semana, derrubando Svitolina, Samsonova e Gauff até chegar à decisão. Em mais um dia sublime no saque, a ex-top 10 venceu 69% dos pontos com o primeiro serviço e 74% com o segundo, sem ceder nenhum break point em toda a partida.

Riske, por outro lado, foi pressionada em toda a partida. Ela só não enfrentou break points no seu primeiro game de saque e foi quebrada quatro vezes, se salvando em apenas uma oportunidade, quando conseguiu confirmar após enfrentar quatro bps no terceiro game da segunda parcial.

Apesar da diferença maior no placar ter sido no primeiro set, Keys melhorou seu aproveitamento no saque no segundo, evitando qualquer reação de Riske. A ex-número 7 do mundo perdeu apenas cinco pontos no total no serviço na segunda parcial e se impôs para garantir o título.

"Eu estou realmente feliz que estou conseguindo uma boa sequência de jogos. Mas a maior coisa que estou levando dessa semana é que, mesmo depois de perder o primeiro set ou quando as coisas não estão indo bem para mim, eu posso resolver se eu tiver a mente no lugar certo, e, se eu não conseguir, posso ir para o treino e descobrir no outro dia", disse a campeã após a final.

Marcas

Esta foi a 11ª final da carreira de Keys, curiosamente a primeira em nível WTA 250, e o sexto título, o primeiro desde Cincinnati 2019. Com a conquista do Adelaide International 2, ela se aproxima do retorno ao top 50 da WTA.

Por outro lado, Riske fica com o nono vice-campeonato em 12 finais na carreira. A ex-top 20, que sofreu muito fisicamente nos últimos dois anos, foi à terceira decisão em cinco meses, e vai subir para a 46ª posição no ranking mundial na próxima semana.

VAVEL Logo