Murray supera drama no fim e vence clássico de três horas contra Wawrinka em Cincinnati
Foto: Mike Lawrence/ATP Tour

Em duelo de dois grandes nomes da geração, o #47 Andy Murray derrotou o #306 Stan Wawrinka em quase três horas na primeira rodada do Masters 1000 de Cincinnati, nos Estados Unidos. O ex-número 1 do mundo fechou a partida com parciais de 7/6(3), 5/7 e 7/5, em 2h54.

Murray venceu Wawrinka pela 13ª vez em 22 confrontos. Este foi o primeiro encontro entre os dois ex-top 3 desde o triunfo do suíço por 3 a 0 em Roland Garros 2020.

O duelo foi extremamente equilibrado, com Murray vencendo apenas dois pontos a mais no total - 109 a 107. O britânico teve, no total, também um winner a mais (38 a 37) e três erros não-forçados a menos (27 a 30) O primeiro set não teve nenhuma quebra, e o bicampeão do torneio acabou prevalecendo no tiebreak, onde não perdeu nenhum ponto no saque.

Já na segunda parcial, Wawrinka conseguiu a primeira quebra no oitavo game e sacou em 5/3 na sequência, mas acabou perdendo o saque de 0-40 na sequência. No 12º game, porém, Murray falhou no serviço outra vez e perdeu o set.

No set final, com os dois já muito cansados e atendidos em quadra diversas vezes, Wawrinka abriu 2/0, mas não levou a quebra de volta na sequência. O jogo seguiu com os sacadores dominando até o 11º game, quando Murray conseguiu colocar vantagem.

Sacando para fechar a partida, o ex-número 1 do mundo precisou de quatro match points e chegou a perdeu um primeiro serviço por advertência de tempo, mas finalmente assegurou o triunfo.

O que vem por aí

O próximo rival de Murray no Western & Southern Open será seu compatriota #11 Cameron Norrie, que vem de vitória dura sobre o #29 Holger Rune,, em 2h35. Os dois já se enfrentaram uma vez até hoje, em Pequim 2019, com vitória do ex-número 1 do mundo em três sets.

VAVEL Logo